HEARTHSTONEAnálise da rotação do Clássico

SuperUai 9 de janeiro de 2017

Ah, muleke! SuperUai na área e se derrubar é pênalti!!!

Tudo legalzinho, com vocês, queridos leitores da MKTV! Ontem tivemos uma notícia bombástica, na verdade, apenas uma confirmação do que nós da MKTV já havíamos trazido para vocês em Setembro passado (você pode ler aqui).

Sim, finalmente Ben Brode está mais aberto a rotacionar o Clássico e, na boa, isso é ótimo para o jogo. Sim, eu sei, muita gente estará dando rage falando no fim do F2P e como isso acabará com o jogo, mas vocês disseram o mesmo sobre o formato Pardão e o jogo está aí mais forte do que nunca e bem mais atrativo para os novos jogadores e para os F2P.

Separei aqui nesse artigo algumas dúvidas sobre essa rotação e coloquei um pouco de opinião pessoal no meio. Se ainda restaram dúvidas, deixem nos comentários!

Só para deixar algo claro aqui, estou falando da rotação do Clássico E Básico ao mesmo tempo, okay?

* Em tempo: Descobri ontem que “Fazer algo girar rapidamente” tem uma palavra específica: BIRL *

Por que rotacionar o Clássico é bom?

Oxigenação. Se ficarmos sempre com as mesmas cartas disponíveis, teremos sempre os mesmos decks disponíveis com poucas variações.

Como exemplo, vou pegar o Ladino. Desde o BETA, o Ladino joga do mesmo jeito. DESDE O BETA FECHADO. É sempre a mesma ideia, mas com uma pegada um pouco diferente. Sempre as mesmas cartas: Edwin VanCleef, Leiloeiro de Geringontzan (sumiu só durante o Ladino Óleo), Draco Lazúli, Agente da AVIN, Eviscerar, Leque de Facas, Aturdir, Preparação, Ocultar, Leeroy Jenkins e Rajada de Lâminas (essa última até ser nerfada em Abril do ano passado). Não importa o que o Ladino ganhe de novo nas novas expansões, se não encaixar no combo do Ladino Milagre, a carta será um lixo. Olha o tanto de coisa legal que o Ladino ganhou ano passado! Quantas vezes você viu jogar de verdade em campeonatos? Entra expansão, sai expansão, o Ladino sempre fica a mesma coisa.

Aqui posso falar do Mago Congelante, do Druida Ramp, de qualquer deck de Bruxo (mesmo o Renolock), Guerreiro Controle, Sacerdote Controle, qualquer deck de Paladino, Caçador Midrange e Xamã Midrange. Todos eles possuem uma base muito forte de cartas do Clássico e eles serão sempre a mesma coisa por muito tempo.

mktv_reciclar Ter novos decks é ótimo, vejam agora o Sacerdote Dragão que massa que é. O Xamã Midrange que legal que era ver o Xamã (até essa praga se proliferar) e até mesmo o Renolock surgindo e funcionando. Se tivermos sempre as mesmas coisas, nós sempre estaremos jogando o mesmo jogo com pouquíssima diferença e o jogo ficará cada vez mais chato.

Outro motivo é que o Modo Livre VAI ter que ganhar algum amorzinho da Blizzard. Esse modo já é muito forte na China e se tivermos rotação do Clássico, ele ganhará muito mais adeptos do que tem hoje, assim a Blizzard vai se ver obrigada a dar mais suporte para esse grupo, seja em criando campeonatos ou até mesmo uma mexida mais forte como nerfs (e quem sabe até mesmo bans) em cartas que quebrem o formato.

Como fica a visão do Clássico agora?

A visão continua a mesma: um conjunto de cartas boas para iniciantes. Uma fundação para decks inciais.

Sem a rotação do Clássico, para que haja mais diversidade de cartas e decks, eles terão que lançar expansões com cartas MUITO absurdas, para que as cartas novas se tornem o esqueleto dos decks novos e isso é horrível. Vejam como Naxxramas e GVG quebraram o jogo! Não dá pra viver aquele pesadelo novamente.

Como seria a rotação do Clássico?

Bom, aqui é pura especulação e observância do maior jogo de cartas da história do homem: Magic: The Gathering.

mktv_preparacaoO Clássico que temos hoje se tornaria uma edição anual, onde 60% a 80% das cartas que temos hoje seriam relançadas e o resto do conjunto seria coisa totalmente nova. Não seria simplesmente remover cartas, seria remover cartas que estagnam o meta e colocar cartas que podem renovar o meta.

O set anual não teria compromisso nenhuma com temática, seria simplesmente uma expansão para se usar de base para o padrão, a vantagem disso é que um dia poderíamos ter de volta cartas que estavam somente no Modo Livre. Isso é algo que hoje é totalmente maluco de se fazer, pois se o Clássico não rotacionar, é IMPOSSÍVEL adicionar cartas a ele, então o que hoje é ideia de jerico colocar Reno Jackson no set Clássico, com o set anual rodando todo ano, acaba sendo uma ideia legal. Um dia poderíamos ter de volta ao Padrão cartas como Preparação de Batalha, Bomba Luminosa, Reno Jackson, Vulto de Naxxramas ou Necrolorde.

Na primeira rotação EU, SuperUai, faria da seguinte forma: Mantém todas as lendárias válidas e rotaciona tudo que é “clichê” de rara, comum e algumas épicas. Dessa forma, você mantém as cartas que os F2P mais suaram para craftar em um primeiro momento e assim gera menos rage na comunidade. Nas outras, daí estudamos melhor o assunto de rotacionar as Lendárias, mas sempre, ou quase sempre, pegando Lendárias de outras expansões, quase nunca criando novas.

Se não tiver rotação, como seriam os Nerfs?

Na minha opinião, o nerf é a pior opção para o objetivo que eles querem alcançar. Nerf deve ser feito somente quando o jogo está quebrado e não quando você busca diversidade. Diversidade se alcança dando novas ferramentas para jogadores e retirando eles da zona de conforto.

Mas, se a Blizzard, por algum motivo, usar os nerfs para tentar chegar em diversidade, o que eles farão é pegar as cartas mais usadas atualmente e surrá-las até que elas sejam puro lixo e inutilizáveis, como aconteceu com a coitada da Capitã do Brado Guerreiro ou Golem Arcano.

Para a lista de nerfs pré-rotação, o meu palpite é: Draco Lazúli (+1 de Custo de Mana ou remoção da compra de carta), Leiloeiro de Geringontzan (+1 de Custo de Mana ou virar 2/2), Preparação, Avivar, Bloco de Gelo, Jubalta da Savana, Ira, Punhalada pelas Costas, Ragnaros, o Senhor do Fogo, Sylvana Correventos, Companheiro Animal, Comando para Matar, Fogo do Inferno, Diabrete das Chamas, Totem de Labaredas e Defensora Veraprateada.

Galera, essa lista é a minha opinião, okay? Nada oficial! Se houverem nerfs, daí conferimos quantas eu acertei! E outra, essa lista está muito de boa com Lendárias, não acho que a Blizzard seja tão boazinha quanto eu fui ao fazer essa lista.

Por que eles não fazem buffs de cartas que hoje são horríveis?

mktv_hulkVocê não precisa buffar uma carta para ela deixar de ser ruim. Basta lançar cartas que sinergizem com elas. Foi o caso dos Segredos do Paladino, que são horríveis, mas graças a uma carta que não é da sua conta (Desafiante Misterioso pra quem não entendeu a piada), eles viram muito jogo. Outro exemplo é o Geomante Kobold que era uma carta tapa-buraco, mas conseguiu virar core no Xamã Midrange graças à Garra Espiritual.

E outra, fazer buffs é complicadíssimo! Um número errado e você quebra o jogo ou a carta não fica forte o suficiente e você perdeu tempo estudando algo que nunca será usado.

Exemplo: Buffar o Abominação ajudaria mais decks de N'Zoth, o Corruptor. Um buff para ele seria ele virar uma 5/5 e pronto, você acaba de criar um grande monstro. Duvido que alguém não use essa carta. Outro exemplo é você buffar o Guardião Mogu'shan para 3 manas achando que vai ajudar o Guerreiro Provocar], a equipe testa e diz que está okay, chega para os jogadores e ainda consideraremos lixo. Foi tempo mal gasto.

Buffar é sempre mais difícil que nerfar, pois no buff você quer que a carta seja usada, no nerf você só quer que ela pare de quebrar o jogo, se deixar de ser usada, azar de quem gostava.

Ben Brode já falou sobre isso neste vídeo. LINK PARA O VÍDEO 

Algum jogador profissional apoia essa meleca?

Muito provavelmente, essa ideia deve ter sido reforçada pelo Brian “Brian Kibler” Kibler. Ele, junto com o Trump, foi um dos que mais defenderam a ideia de que o Clássico deveria rotacionar logo na entrada do Ano do Kraken, mas eram a minoria no “Conselho dos Pro” que a Blizzard chamou em Novembro ou Outubro do ano passado quando decidiram criar o formato Padrão e Livre.

Em Setembro, durante os tuítes de Brode dizendo que nerfaria todo o clássico se fosse preciso, o Brian Kibler o chamou e disse que tem ideias bacanas sobre como chegar no objetivo do Time 5 e Brode disse que adoraria ouvi-las.

Se o Clássico rotacionar, a Blizzard vai me dar 100% de pó quando eu desencantar as cartas inúteis?

Primeiro que não existirão cartas inúteis, elas ainda serão jogáveis no Modo Livre e, se eles ouviram direito o Brian Kibler, cartas do Livre poderão voltar para o Padrão. Agora respondendo a pergunta: Talvez.

mktv_jarro_poRecentemente, Ben Brode levantou essa possibilidade no reddit:

“Existem algumas opções aqui:

  • Deixar cartas como estão e o meta do Padrão vai continuar mais estagnado do que algumas pessoas gostariam.
  • Nerfar cartas e deixá-las no Padrão.
  • Rotacionar cartas para o Livre, o que teria menos mudanças (nas cartas) e maior power level.

Recentemente nós estamos recebendo comentários de que o primeiro ponto não é bom. O que vocês acham? Assumindo que as outras duas opções garantiriam uma restituição total de pó nas cartas afetadas, qual vocês preferem?”

Grifo nosso. Então o dono do jogo falou. Se tiver rotação, MUITO provável que você poderá desencantar as cartas rotacionadas pelo preço total.

Se o Clássico rotacionar, minha coleção ficará inútil?

Não, você ainda poderá jogar o Modo Livre. É para isso que ele existe, para que você possa continuar usando os decks que você tanto gostou de jogar no Padrão. E aproveita enquanto tem pouca carta no Livre, pois hoje os melhores decks de lá são os melhores decks do Padrão. Além disso, parece que você poderá desencantar as cartas rotacionadas pelo preço que você criou.

Acabei de craftar a carta X e ela vai ser nerfada, perdi pó?

Não, quando acontece nerf, você ganha 100% do seu pó de volta.

Cheguei agora no Hearthstone e já vi que vai ter essa tal de rotação do Clássico, devo começar agora ou esperar a rotação ou nem devo começar?

Pode começar agora sem problemas. Se está muito preocupado em investir sua grana em algo que possa “sumir”, aconselho então a comprar pacotes de outras coleções que não seja Clássica e Aventuras.

Se você quiser entrar e ser F2P, essa rotação quase não fará diferença para você que está começando agora, então é de boa.

mktv_classic_packs

Isso é jogada para ganhar mais dinheiro?

Essa é uma pergunta é bem capciosa e complicadíssima de entender a resposta, pois a conclusão é simples, mas o que está por trás dela não.

Com mais diversidade e novidade, o jogo se manterá sempre fresco e passará um sentimento de evolução constante. Isso geralmente atrai novos jogadores, pois o cenário fica mais divertido e a comunidade reclama menos da mesmice. Desta forma, o jogo cresce mais, você se diverte mais, os campeonatos ficam mais competitivos e mais pacotes são vendidos.

Então é uma jogada para deixar o jogo melhor para você e para todos e consequentemente a Blizzard fará mais dinheiro com isso.

Sou F2P e tenho todas as cartas do meta do Clássico conseguidos com muito suor. Me ferrei nessa de rotação?

Pela terceira vez: Não. Primeiro que não sabemos como será a rotação, segundo que você poderá jogar no Livre e terceiro que você poderá desencantar todas as cartas que quiser para fazer cartas novas.

Vocês não sabem como isso é vantajoso. Sabe o que acontece com uma carta que sai da rotação no Magic? Na maioria das vezes ela vira lixo. Existem cartas que hoje custam 20 dólares, daqui a um ano ela valerá menos que 2. POUCAS cartas que custam uma fortuna no Padrão de lá continuam valendo alguma coisa quando saem na rotação. Hoje a sua Lendária te dá 400 de pó ao desencantar, sabe quanto ela vai te dar quando sair na rotação? 1600 de pó (veja acima), o preço de uma Lendária novinha em folha.

mktv_taverneiro_conversa

Finalizando

Eu já falei várias vezes no Facebook e algumas aqui na MKTV, sou totalmente a favor da rotação do Clássico e de uma oxigenação maior no Padrão. Sou muito criticado por causa disso, mas eu já vi como é em outros card games que não tem rotação (Yu-gi-oh!) e a coisa lá não é bonita.

Também sou contrário a nerfs quando algo não está totalmente quebrado e que nerfs (ou buffs) não são a solução para se chegar a diversidade de decks. Eu até cheguei a escrever uma analogia sobre como tirar dinossauros do meu filho e colocar Star Wars no lugar, mas ficou grande demais e resolvi guardar para o futuro.

Agora é com vocês. E aí? Restou alguma dúvida? O que estão achando dessas possibilidades? Não consegui acompanhar o Facebook esse fim de semana, mas vi por alto que gerou muito protesto! Ô loco! Saudades anúncio do Modo Padrão!


SuperUaisuperuai

Pai de dois futuros lenda, arranja tempo pra jogar entre uma troca de falda e hora do papá. Sonha em voltar com os vídeos do canal, mas você pode acompanha-lo pelo Facebook.

  • Michel Lopes

    Minha opinião é a seguinte… Façam o que quiser que eu continuarei viciado do mesmo jeito! Eu amo esse jogo e não vivo sem ele! kkkkkkkk

  • Gabriel

    Se acontecer isso que foi dito, de as cartas rotacionados renderem o pó completo, seria uma boa saída. Ai sim eu acho que seria justo com quem gastou o pó nas outras lendárias que foram rotacionadas. Espero que isso aconteça!.

    • Melvin Mota

      isso mesmo quero saber se o pó que eu gastei vai ser restituído ja que eles mesmo falaram quando criaram o modo padrão que os clássicos e básicos não sofreriam mudanças o que fez muita gente craftar os cards de aventuras e expansões passada,se não fizer isso vai ser uma puta sacanagem e paro de vez com o jogo posso até ser a favor de rotação mas falar uma coisa depois ver a merda que fazem e querer fazer outra pensam que dinheiro da em arvore não fode.

  • Matheus Henrique Menuci

    Acho que a melhor saída é a rotação sim. Digo ainda que é de se considerar rotacionar TUDO do jogo, num esquema de reprints parecido com o do Magic. Em cada nova coleção de Magic, 40% das cartas são reprints. O que isso quer dizer? Quer dizer que se você tem a dita cuja na coleção, deixa ela lá. Uma hora pode voltar a ver jogo. Imagine rotacionar partes de Aventuras e coleções passadas junto às novas? Isso da muita luz. E ai você não está colocando tudo no jogo, mas partes de vários blocos, até mesmo cartas que nele não viam jogo.

  • mirakle

    quero q vcs considerem as pessoas que não pegaram naxx/gvg e serão obrigadas a jogar livre pq maioria das cartas q ela craftou pra fazer apenas UM deck do meta vão rotacionar
    serão obrigadas a jogar de miracle rogue contra bomba luminosa, dr boom, secret paladin

    eu sei que eles querem deixar o jogo mais clean, porém a entrada do padrão no jogo beneficiou totalmente os novatos
    e essa rotação vai atrapalhar os caras que começaram agora

    denovo: a desculpa de q vc pode jogar livre é a pior de todas
    livre pode ser muito divertido pra tu que joga desde o beta e tem todas as cartas do jogo
    porém pra um cara que não tem gvg/naxx o livre é um porre

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      A rotação se feita com cautela (e tenho certeza que será, pois confio muito no Kibler) não destruirá sua coleção ou suas cartas. Seu deck, possivelmente, mas é para isso que serve a rotação, para não deixar o meta na zona de conforto.

      Quanto a jogar Livre sem Naxx ou GVG, meu deck de Guerreiro Pirata tem só 2 cartas de Naxx (Mordida da Morte) e 2 de GVG (Navio Pirata) o resto é tudo do Padrão e está ganhando muito.

      • Rennan Ichimaru Gin

        Ainda assim considero que deveria ter como conseguir as cartas das coleções passadas como eram quando lançadas. É meio injusto eu só poder ter cartas de aventuras anteriores só com pó.
        Eu até peguei naxxaramas (neste ano ainda, antes de saber que seria desligada), mas preferi fazer BRM antes e me fodi porque agora praticamente não tenho uma boa opção de conseguir tais cartas.
        Só ter a criação da carta como opção de adquiri-la é ruim demais!

        • Magnosama

          É, com isso ele poderiam voltar as aventuras antigas pra loja, de modo que o novato possa comprar tanto com $ como com ouro,
          acho justo…

        • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

          Então, quando o anúncio da rotação foi feito, a Blizzard deixou portas abertas para a volta de algumas aventuras antigas E pacotes antigos, como uma forma de promoção. Eu acredito que um dia teremos a volta desses produtos, mesmo que por tempo limitado.

      • Magnosama

        Vc acha que o Kibler está diretamente relacionado com essa rotação anunciada???

        • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

          Se eu tivesse que apostar, eu apostaria no sim, pelo Tweet que ele trocou com o Brode. O Lifecoach uma vez já se ofereceu para ajudar no design e balanceamento do jogo e a Blizzard levou ele para o QG, certeza que estão ouvindo todos os pica no assunto e, definitivamente, isso inclui o Kibler no mínimo duas vezes.

          • Magnosama

            Verdade,
            levando em conta toda a visão que o Kibler tem sobre Magic e HearthStone,
            não seria nada inteligente deixar de ouvir sua opinião.
            Torçamos pelo melhor.

    • Magnosama

      Pessoas que jogam com apenas UM deck do meta, não devem ser levadas em conta em decisões que afetam a TODO o universo do jogo.
      Simplesmente não devem…

  • Vinícius Franco

    Uma coisa interessante caso haja essa rotação no set clássico seria a taverna dar um pack da expansão mais recente ao invés do pack clássico, seria uma forma de incentivar os players a jogar Padrão

  • Neto Gomes

    Sou contra os Nerf’s e Buff’s; a idéia de rotacionar card’s clássicos e padrões com a possibilidade dos msm voltarem ao Modo Padrão (foi o q entendi do artigo de opinião, por assim dizer) creio q já seja satisfatória para quebrar a mesmíssi desse modo de jogo. Obviamente, seria necessário a continuidade dessa política de lançamento de aventuras e expansões q já acho excelente. E pra finalizar, o modo livre deve permanecer do jeito que está, TOTALMENTE LIVRE, até pq é o modo q jogo e q acho mais legal, se as outras pessoas q jogam esse modo quiserem permanecer estagnados na mesmíssi, usando PirateWarrior e deck’s do meta Padrão ao invés de criar algo misto e divertido, o problema é deles huehuehue

  • Raul Nascimento

    Se tirarem a compra de card do Draco ele morre roiaeoriao e as cartas de caçador se nerfarem o proprio morre , mas gosto da ideia de ter torneios modo livre

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      A ideia é essa. Matar as cartas para forçar as pessoas a jogarem com coisas diferentes. Por isso sou tão contrário ao nerf nesses casos.

  • Leonardo Mendonça

    Sou totalmente a favor, e já tinha comentado que isso tinha de ser feito (como no magic), as cartas do clássico são boas demais pra ficar pra sempre, e dificultam a criação de arquétipos novos, ficar levando sempre aturdir, igualdade, raio, bola de fogo, etc não faz bem pro jogo, e outra também falei do relançamento de cartas, não concordo com o não reaproveitamento de cards antigos, e mais uma que tinham de ter torneios baseador em todos os formatos, básico e selvagem pra incentivar o formato!

  • Fernando Machado

    Já que se basearam no Magic: The Gathering em quase tudo, porque não continuar se baseando? (e isso foi um elogio). No Magic uma coleção BÁSICA nova é lançada de tempos em tempos.

    No Magic, geralmente (pode variar) ocorre o lançamento de duas grandes expansões NOVAS (tipo Gangues de Geringontzan) que se dividem por sua vez em 3 sub-expansões e logo após aparece uma EDIÇÃO BÁSICA NOVA, mantendo ALGUMAS POUCAS CARTAS ICÔNICAS que permanecem desde o início do jogo, lá nos idos de 1993 (na verdade não chega a 20 as cartas básicas que SEMPRE retornam desde quando o jogo foi criado)

    A ideia REALMENTE movimenta o formato e me parece ótima. SOU TOTALMENTE A FAVOR

  • Léo Maia

    Quando eu ouvi essa possibilidade pela primeira vez achei um absurdo, mas depois analisando friamente eu acabei concordando. Acho que vai ser muito bom para o jogo e para os jogadores.

  • Rennan Ichimaru Gin

    Uma coisa que eu não entendi direito é em relação ao ganho de pó em desencantamento de cartas que entrarem em rotação. O Ben Brode disse que as cartas terão ganho 100% em pó no desencantamento ou isso é só especulação?

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Ele fez uma pergunta para a comunidade no Reddit.

      Basicamente o que ele disse foi: Supondo que nerfar e rotacionar vai dar 100% de pó nas cartas afetadas, o que vocês preferem?

      Não foi batido o martelo em nada, mas só de levantar a questão, já é massa!

  • Matheus Tomaz

    Sendo o caso de voltar cards do modo livre e cards do modo padrão ir para o livre eu gostei dá ideia apenas desse jeito.

  • Magnosama

    Só digo uma coisa,
    escutem o Kibler, ele manja das coisas…

    ah, aproveitem e escutem o SuperUai tbm,
    ele mandou muito bem nesse artigo,

    rotação djah…

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Vou colocar a sua recomendação no meu currículo e mandar pra Blizzard! VALEU!

      S2

      • Magnosama

        😉

  • Rafael Nascimento

    Também sou a favor da rotação, já tem um tempo que eu fico meio desanimado com o Hearthstone por causa da mesmice de decks e cards, mas continuo jogando por gostar muito, só que eles deveriam pensar muito bem e fazer a mesma coisa que o ano passado, convocar os PRO pra uma reunião e dar uma ajuda extra e tal, mas SuperUai, citar Yu Gi Oh!, acho que foi meio sem sentido (ou não) não entendi bem oque quis dizer com ele, fora isso, sou super a favor da rotação.

  • Felipe Morais

    Minha duvida é a seguinte e o conjunto básico, quem entra no jogo tem que ter algo para começar a jogar e farmar, sera que a bliz estara disposta sempre a mudar este conjunto?

  • Juliano Melo

    “já vi como é em outros card games que não tem rotação (Yu-gi-oh!) e a coisa lá não é bonita.” Parei de jogar Yugi justamente por causa disso!

  • Vinicius Tanaka

    Quando sai do padrão vale mais pó? Arrota lodo, dr kabum, o murloc lendário aconteceu isso?

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Não, fera… O Brode disse isso exclusivamente para a rotação do Clássico. As outras expansões (pacotes e aventuras) que saem na rotação ficam com o pó normal.

  • Dario Coutinho

    Não existe ponto positivo para o jogador casual ou mediano. O foco aqui são para que os pro players gastem mais com o joguinho. Isso ficou bem claro.

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Façamos assim: Deixa o jogo como está e fica lançando expansões do jeito que está mesmo. Vamos ver quantos jogadores novos isso irá trazer e quantos jogadores continuarão jogado. Vai dar muito certo sim, amiguinho.

  • Gabriel Junior

    eu acho que o clássico deveria rotacionar parcialmente, por exemplo os jogadores querem muito que Justicar e Reno fiquem, eles ficam a custo de duas lendárias do clássico

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Justicar e Reno jamais irão para o Clássico, a ideia da rotação é justamente fazer o jogo mudar, se você adicionar ao clássico duas cartas que estão na maioria dos decks, você não muda nada.

      Agora, veja bem, se lançarem uma coleção anual, composta por 80% de reprints, nada impede de voltarem com o Reno ou Justicar, como proposto no artigo, mas isso aconteceria só daqui a alguns anos mesmo.

      • Gabriel Junior

        pois se eu fosse votar numa carta pra ficar nessa rotação eu votaria na Justicar haha

  • gustavo dalcin

    Se for para a blizzard lançar um novo conjunto padrão que pelo menos não lance mais card toscos como o furiante de magma ou algo do tipo

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Cards toscos são necessários e saudável para o jogo, principalmente para os iniciantes, pois serve de base para eles reconhecerem mais facilmente o que é uma carta ruim.

  • Arthur

    Eu acho horrível rotacionar o clássico,além de ir contra o que disseram antes…se for acontecer espero que lancem mais cartas Boas e não cartas pra preencher espaço se não HS vai virar competição de qual deck é o menos ruim,vai ser super sem graça :/