HEARTHSTONEConceitos Fundamentais: Controle

Cooruja 9 de fevereiro de 2016

controle-destaque-fundamental

Bem vindos de volta à terceira parte da série de artigos sobre os arquétipos do Hearthstone aplicados ao metagame atual, para dar uma força aos jogadores iniciantes que estão se adaptando às mecânicas do jogo. Esse artigo foi escrito pelo Fanorootbeer. O artigo de hoje fala sobre o deck que muitos odeiam jogar contra: Controle. Boa leitura a todos!

Introdução

“Fácil de jogar, difícil de dominar” sempre foi um slogan não oficial do Hearthstone. É fácil começar a jogar, com certeza, mas leva pelo menos alguns meses jogando para entender as regras e interações completamente. Um dos aspectos mais significantes do Hearthstone é o meta, algo que jogadores novos têm muita dificuldade, já que têm conhecimento limitado da ampla variedade de decks, estilos de jogo e cartas.

Com isso em mente, trago a vocês um resumo dos quatro estilos de jogo diferentes no Hearthstone, cada qual separado em um artigo diferente que fala sobre os principais decks dentro de cada estilo atualmente. Já que novos jogadores são muitas vezes atirados à cova do leão que é a ladder competitiva do Hearthstone, essa pode ser uma ótima ferramenta para novos jogadores que estão tentando entender o básico do meta. Além de explicar o meta, esses artigos podem ajudar novos jogadores a descobrir com qual estilo preferem jogar e mostrar alguns decks de cada estilo para testar. Nesse artigo vamos começar nossa análise dos estilos de jogo dando uma olhada no Controle.

sacerdotisa-do_conluio

Os decks controle focam em responder às ameaças do oponente em uma tentativa de fazer a partida durar mais, vencendo por pura resistência. Alguns decks são tão persistentes que arrastam a partida e têm a fadiga como condição de vitória. Os decks Controle sobrevivem durante o early game com alguns recursos: remoção e feitiços de dano em área para lidar com a mesa do inimigo, lacaios fortes com Provocar para absorver dano e muita cura para sair do alcance do letal. Toda essa artilharia defensiva trabalha para jogar uma série de lacaios lendários fortes para esmagar o oponente no late game.

Decks controle variam muito em sua força de matchup. Alguns decks Controle são construídos especificamente para combater o early game e repelir os decks Aggro o máximo possível, fazendo dele um matchup favorável, mas alguns decks não têm os feitiços de dano em área para fazer isso e focam mais na cura durante o early game, curvando na remoção do mid game, fazendo deles uma matchup melhor contra decks Midrange. No fim das contas depende de como o deck é criado, mas a regra geral considera o seguinte:

triangulo-hs

Triângulo do Poder do Hearthstone (por John “Nocturne” Brenan)

Os decks Controle podem criar grandes ameaças com apenas um ou dois lacaios, mas também podem ser vítimas de seu próprio poder comprando cartas desfavoráveis ou tendo uma mão inicial ruim. Sem um early game decente, qualquer deck Controle pode ser derrotado por decks Midrange e Aggro, mas o estilo Controle tem muita vantagem contra a maioria dos decks Combo porque podem acabar com os planos deles, e porque decks Combo raramente conseguem responder às ameaças do late game do Controle.draenai-paladin

Decks Controle Comuns

Guerreiro Controle

Paladino Controle

Sacerdote Controle

Renolock

Handlock

Decks Controle Comuns

Fatigue Mage

Xamã Controle

Highlander Warrior

Reno Paladin

Taunt Druid

Comparando com o artigo anterior, vocês vão notar que esses decks são completamente o oposto do aggro. São lentos, as partidas são longas e os turnos tendem a ser complexos, e os decks costumam ser caros. Os dois pilares do arquétipo são o Guerreiro Controle e o Handlock, então vamos focar neles nesse artigo.

guerreiro

O Guerreiro Controle é o deck mais consistente na história do Hearthstone. Ele sempre foi e sempre será bom. Ele tem armas de remoção eficientes na forma do Machado de Guerra Abrasador e a Mordida da Morte; assim como mais feitiços poderosos como Briga, Executar e Escudada. Tem finalizadores fortes graças à Ysera, Grommash Grito Infernal e várias outras lendárias ameaçadoras. Lembrando que a lista ao lado é um exemplo de deck do Guerreiro Controle, usada pelo Fibonacci, e existem muitas variações da mesma. O poder heroico do Guerreiro (Aumentar Armadura!: +2 de armadura) dá grande capacidade de sobrevivência, especialmente quando melhorado pelo Justicar Veras (faz o poder heroico dar +4 de armadura). A armadura do deck dura mais quando reforçada pela Dama Escudeira, Levantar Escudo, Ferreira de Armaduras e Trombar. Essencialmente, o Guerreiro Controle também tem uma compra de carta ótima graças ao Acólito da Dor e os vários efeitos de ping do deck.

O Guerreiro Controle joga como uma lista detalhada das forças do Controle. Ele pode ser quase imortal stackando armadura, e poucos decks podem lutar contra suas ameaças do late game. Ironicamente, a questão mais usada quando se avalia o deck é “Como ele perde?”. Além dos pontos mencionados acima sobre o risco de comprar cartas desfavoráveis ou ter uma abertura ruim, a responsa é simples: você derrota o Guerreiro Controle conhecendo o deck inteiro.

Afinal de contas, estamos falando sobre o deck Controle mais antigo e consistente de todos, o que significa que ele não tem muitos truques na manga. É claro que todos os decks são vulneráveis a boas noções do jogo e leituras precisas, mas o Guerreiro talvez seja o deck Controle menos flexível. Ele tem boa remoção e ameaças fortes, mas nada particularmente criativo. Outro ponto importante é que ele não há como inovar com o Guerreiro Controle porque a lista já vem muito refinada. Como resultado, quando joga contra um Guerreiro Controle, você precisa jogar conservadoramente e nunca mostrar sua mão. Isso destaca outro princípio do estilo Controle: o jogo mental baseado no conhecimento do meta game.

bruxo

O Handlock é outro deck Controle de longa data, mas por fazer parte da classe do Bruxo, é muito mais duas caras que o Guerreiro. O termo Handlock veio com a união do termo “hand” (que significa “mão” em inglês), dado o fato de que o Handlock é capaz de comprar e manter muitas cartas na mão e depender disso para aumentar o valor de cartas como Draco do Crepúsculo e diminuir o custo do Gigante da Montanha, e “Warlock”, que é a própria classe Bruxo em inglês. O deck mostrado ao lado é utilizado pelo Amaz.

Quando a maioria dos decks controle apenas combatem o Aggro, o Handlock busca combate-lo diretamente. O Fogo do Inferno e a Chama Sombria acabam com mesas cheias, o Gigante Derretido se beneficia da vida baixa do seu herói, e cartas como Defensor de Argus e Protetora Solfúria oferecem muito Provocar que pune lacaios com Investida. Essas estratégias são mantidas em conjunto com o poder heroico do Bruxo, Conversão de Vida, combinado com uma abundância de cura. O Robô de Cura Vintage e o Clarividente Telúrico são salvadores, sem falar no botão de reset do Lorde Jaraxxus. Para matchups mais lentos, o Handlock também tem o Draco do Crepúsculo e o Gigante da Montanha para acabar com seus adversários.

Uma mistura de ameaças, respostas e curas, o Handlock é bem parecido com o Guerreiro Controle e, na verdade, com a maioria dos decks Controle. No entanto, na prática, o deck é mais complicado. O Handlock costuma virar partidas a seu favor através de feitiços de dano em área poderosos e ameaças súbitas. É um cavalo negro constante que é complicado de prever e de jogar. Saber qual carta é apropriada para a situação é extremamente importante no Handlock, já que você tem que escolher a ordem das suas ameaças e respostas. Os efeitos dependentes do total de vida e do tamanho da mão só fazem esse deck ser mais complicado.

Curiosamente, a fraqueza universal do Controle é ainda mais evidente no Handlock. Sem as cartas certas, o Handlock pode perder qualquer matchup quase que instantaneamente. Não só a Conversão de Vida te traz cada vez mais perto da morte, como as cartas situacionais dificultam comebacks. Só te resta várias cartas com Provocar e curas disponível, e sem elas qualquer deck Aggro vai passar por cima de você. Você também quase não tem early game, então comprar algum tipo de dano em área é fundamental. Isso faz do early game uma etapa muito importante.

frost

Decks Controle são para jogadores interessados em partidas longas, intensas e estratégicas. Você coloca poder o suficiente na mesa para evitar que seu oponente saia do controle, mas a capacidade de sobrevivência é sua prioridade. Contra Aggro, você geralmente vence se não morrer no early game. Seu arsenal no late game é muito forte. Contra decks mais potentes, suas partidas dependem do valor que você obtém e do planejamento dos próximos turnos. Você tem que obter o máximo de cada carta, e guardar respostas cruciais para ameaças que esperar do seu adversário. Como tal, o Controle recompensa o amplo conhecimento do meta e requer uma boa antecipação. Ele compartilha essa qualidade com os decks Midrange, que vamos explorar no nosso próximo artigo.

O Hearthstone é um jogo em primeiro lugar, então nunca devemos nos esquecer do que gostamos e por que gostamos de jogá-lo. Por isso essa série de artigos: um guia amplo do meta e estilos do Hearthstone criado para ajudar jogadores novos a descobrir mais que apenas decks fortes, mais também decks que recorrem a eles desde o nível básico.

Se sempre jogarmos com o deck com maior taxa de vitória, vamos acabar ficando entediados, ou pior, frustrados. Também devemos nos apegar aos favoritos – classes, decks e estilos que simplesmente gostamos de usar. Não vou dizer a ninguém para jogar com um deck fraco ou cheio de chamarizes, mas recomendo que você se preocupe com mais do que apenas ganhar. Felizmente, o Hearthstone tem uma variedade de decks para escolher, e muitos outros estão apenas há uma ou duas cartas da invenção.

Lauren “FMLaah” Ferreira

  • Vinicius Nascymentho

    daora o.o

  • Alysson Rodrigo

    Nossa que matéria bem elaborada. Está de parabéns.

  • Vinicius Tanaka

    Tem 2 tipos de decks controle comum?

  • aKa Disallow

    Discordo que a previsibilidade seja o ponto fraco do Control Warrior. O Paladino atualmente ao meu ver é o Herói mais previsível do HearthStone, é extremamente fácil saber os Card’s que ele jogará em suas respectivas curvas de mana, e mesmo com esse conhecimento, ele ainda sim é extremamente forte e difícil de lidar na maior parte dos casos, não é atoa que hoje o Paladino Segredo é um dos Deck’s mais fáceis e fortes do Meta.
    A Carta chave do Guerreiro Controle é a Briga. Se um oponente sabe disso, e procura deixar o menor número possível de ameaças na Board, é fácil do mesmo remover com as armas e incrementar a mesa a ponto de que seja quase impossível voltar para o Jogo. Já se o oponente for ávido a encher a Board, uma única carta tira praticamente todo seu potencial no Early Game, e se o Early Game falha, o Late Game não será muito diferente, Ysera, Kabun, Justificar e derivados declaram vitória.
    A resposta para o Guerreiro controle está no próprio Meta, Deck’s que usufruem de trocas favoráveis, Buff’s, e Combos notáveis são a melhor resposta para o Guerreiro Controle, como o Mid-Range Druid e Secret Paladin.
    Sempre achei os Deck’s de Controle os mais divertidos do Jogo, Handlock, Control Priest e Control Warrior são os meus prediletos.

  • Bruxo

    É incrível como eu sou tão ruim jogando com Aggro kkkkk Prefiro jogar com Decks Q tem sempre a resposta pra td e milhares de cartas na mão, com lacaios gigantes, remoções poderosas, e partidas demoradas e disputadas, sempre tendo um Comeback na manga, usar aquele Reno pra Recuperar 29 de HP e mandar um ”Desculpe” para aquele maldito face Hunter kkkk
    Tanto q meu tipo favorito de Deck é o Mill, desde Mill Druid, Mill Rogue, Fatique Warrior, Mill Mage, qualquer coisa haushaush
    Além de adorar decks de combo-OTK, tanto q a primeira lendaria q craftei foi o Malygos, e dps, a Alex.
    Atualmente to jogando bastante com Renolock, Control Priest, Miracle Rogue, Mill Druid, e to tentando fazer um fatique Warrior funcionar kkkkk
    Enfim, Controle>all