HEARTHSTONEÉ errado copiar decks de hearthstone da internet?

Marduk 21 de agosto de 2014

netdecking

Copiar decks. É isso que muitas jogadores acabam fazendo ao jogar pela primeira vez Hearthstone. Esses jogadores não entendem muito bem como montar um deck, nem sabem os valores individuais das cartas e também nem imaginam o que é uma curva de mana efetiva, é daí, normalmente, que entra o famoso netdecking.

Netdecking e suas falácias

Tá Sovietic, mas o que é netdecking? Nada mais é do que pegar uma lista de deck direto da internet, copiando a configuração de outro jogador, o que muita gente chama de deck “receita de bolo” ou no linguajar mais direto “copiar decks”. Aí é que começa o problema. Algumas pessoas acham errado esse tipo de atitude, já outras apóiam. Então vamos a algumas considerações.

copiar decks de hearthstone

É errado copiar decks?

Não! Não é errado, porém deve ser feito da maneira correta. Você já teve problemas em enfrentar deck Zoo? Face Hunter? Miracle Rogue? Pois é, muitas pessoas já tiveram esse mesmo problema. Sabe como muitos resolveram? Copiaram o deck e jogaram com ele por um bom tempo, analisando as suas forças e as suas fraquezas. Copiar um deck não te faz ser um jogador ruim, as suas atitudes o fazem.

Muitos jogadores de alto nível gastaram tempo testando configurações diferentes para cada deck que eles criaram. Cada carta foi colocada de maneira estratégica, para tentar fazer com o que deck tenha sinergia e que cada carta possa somar as suas forças com as outras e não torná-las dependentes entre si.

O netdecking é uma boa saída para os jogadores novatos que ainda não têm o conhecimento necessário para montar um deck. Copie decks consistentes, tente entender os seus mecanismos e tente fazer ajustes compatíveis ao seu estilo de jogo.

Erros que muitos cometem

Você já se pegou em uma situação, na qual aquele deck infalível simplesmente não funciona na sua mão? Pois é, tem gente por aí que simplesmente acha que vai copiar decks e eles vão jogar sozinho. Muitos odeiam o deck Zoo, simplesmente por ele ter sido copiado por muitas pessoas. Você já tentou jogar com ele? Você realmente acha que não é necessário pensar para tirar o máximo de proveito dele? Pois bem, se você acha que sim, está redondamente enganado. Todo deck possui uma mecânica e cabe a cada um tentar usar o potencial total dele, uns têm mais facilidade com certa configuração, outros não.

Preguiça, um dos pecados capitaisnetdecking tides

O que acomete os jogadores nos mais diversos jogos é a preguiça de buscar informações e de pensar em algo novo. Muita gente simplesmente copia os decks e não tenta nada de novo. Netdecking não é algo errado, mas também não deve ser feito de qualquer maneira. Tenha em mente que quando você entra na stream do tidesoftime e copia um deck dele, provavelmente 30 minutos depois o próprio tides já o terá modificado.

A ideia do netdecking é copiar a base do deck e aprender quais são seus “slots flexíveis” ( procure na busca do site o que é slot flexível ), sabendo quais cartas são mutáveis  sem desconfigurar completamente o baralho. Você pode passar a fazer seus próprios testes e adaptar seus decks para o seu estilo de jogo. Tente mudar os decks que já conhece, faça com que aquele deck que já existe fique com a sua cara, alterando algumas cartas. Está com dificuldades com certa classe? Existem milhares de artigos para ajudá-lo, mas eles não jogam por você.

Copie, mas não se acomode. Altere, teste, jogue e evolua.

  • http://www.marduktv.com.br/ Cooruja

    A idéia de copiar só por copiar é negativa em qualquer âmbito. O ideal é sempre entender como aquilo funciona, porque existe, como será mais útil ou eficiente. Tem uma frase de Isaac Newton que eu gosto muito que fala sobre essa coisa de evoluir: Se fui capaz de ver mais longe, é porque me apoiei em ombros de gigantes.
    Ter os pros players como referência é ótimo, mas só isso mesmo, um ponto de partida. Senão ficaremos sempre na mesma coisa.

    Ótimo artigo Sovietc

  • Sylvio Cézar

    Achei muito interessante o artigo e eu faço bastante isso,não acho errado é sempre bom ter um base mas obvio que as vezes você acha que poxa dá pra tirar esse draco e colocar um arroto lodo,ah dá pra tirar essas 2 argent e colocar algo com mais value , enfim eu acho muito bom pegar a base do deck,testar e montar ao seu gosto já obviamente você não tem o mesmo estilo de jogo do Kolento nem a visão xD

  • Afonso Luiz Pereira

    Penso da mesma maneira que você, meu bom. Lá no fórum oficial, sei que você acompanha também, há uma espécie de comentários jocosos em relação de quem usa os decks “receita de bolo”, mas o fato é que se você não partir, às vezes, para algo feito por quem realmente entende do riscado, você corre o risco estar sempre se estressando. Uma verdade foi dita: não basta copiar, tem que entender como o deck funciona. E quando você busca entender como eles funcionam, você realmente acaba mexendo nas cartas que não fazem a parte da “base consistente” daquele deck.

    Agora, com a entrada das cartas de Naxramas e com a repecursão que elas terão no metagame daqui por diante, já fica meio complicado para o pró-player falarem alguma coisa, imagina nós, pobres mortais, jogadores medianos. O negócio é ficar atento sempre nas notícias sobre tudo que envolve o game.

    Parabéns pelo artigo.