HEARTHSTONERushar ou Trocar?

Gabriela "Pi" Moreira 10 de agosto de 2014

Existem diversos fatores que qualquer jogador de Hearthstone deve considerar ao fazer decisões. Eles incluem: Seus pontos de vida, o estado do campo de batalha, número de cartas na mão de cada jogador e que cartas especificamente já foram usadas na partida. Para nossa felicidade, apesar de ter muitas coisas para se preocupar, decisões geralmente se resumem a um eixo: Ofensiva vs. Defensiva. Resumindo, você pode escolher rushar a vida do seu oponente até zero, ou então criar uma série de vantagens até que suas condições fiquem incrivelmente mais favoráveis.

Rushando dano

Rushar é o lado ofensivo da moeda. Quando rushamos, a pergunta chave geralmente é: Eu posso dar dano letal no meu oponente antes dele dar letal em mim? O modo como os decks agressivos realizam essa tarefa é geralmente colocando uma quantidade substancial de presença de campo no começo do jogo, e é por isso que esses decks costumam trazer um grande número de lacaios baratos e eficientes. E para cumprir com o esperado, se você está rushando, suas jogadas vão tender para atacar o herói inimigo e não controlar o campo de batalha.

Então o que vai fazer você querer rushar a vida do seu oponente para 0?

Quando você sabe que está ganhando a corrida: Isso pode ser óbvio, mas se você está ganhando no rush, não tem razão para você tirar o pé do acelerador. Existem vários jogos que chamam atenção nesse ponto, poque um oponente gastou um tempo precioso atacando um Acólito da Dor para deixar o campo limpo, perdendo assim três ou quatro de dano que poderiam garantir um turno a menos no final do jogo. Quando você está na frente, é tipicamente muito melhor forçar ele a responder você ao invés de trocar desajeitadamente seus ataques em apenas um lacaio gigante.
Espanto

Esse tipo de avaliação tende a ser intuitivo, e ultimamente se aplica a qualquer deck que não aposte num combo para ganhar o jogo. Essas são as decisões mais difíceis que vem com jogar com um deck tempo ou de controle, e evolvem saber qual é o turno certo para mudar de postura de defensiva para ofensiva. Na maioria das vezes, essa mudança vem depois de uma magia em área que limpa a mesa ou de um turno com trocas super favoráveis no campo.

Quando você PRECISA ganhar no rush para ganhar o jogo: Esse é o tipo de decisão que você precisa fazer cedo (porque provavelmente vai afetar seu mulligan). Essa decisão geralmente vem contra os decks com um poder maior de burst ou resistência no late game (como Miracle Rogue, Freeze Mage e até mesmo alguns Druidas), que podem te destruir em um turno.Essa decisão também é importante para decks aggro. Nesse caso, é geralmente o resultado de uma simples pergunta: Eu posso lidar com o deck dele no Late Game? Se a resposta for não e você não é um deck dedicado ao controle, o melhor jeito de jogar nesse caso é invalidando o que ele tem de maior para o final do jogo, tentando acabar o jogo antes que ele possa jogar aquilo.

Essa é uma das razões para a existência de decks como o Backspace Rogue, que tenta pressionar com o seu combo de burst, antes que o Miracle Rougue, Handlock e os Druidas possam construir seus jogos ganhando no campo.

Quando você pode forçar o seu oponente a fazer trocas ruins: Isso pode parecer um pouco contra intuitivo, mas em alguns decks rushar pode trazer cenários de troca surpreendentemente favoráveis. Pegando um deck como Face Hunter de exemplo, o que causa muitos erros contra esse deck específico é o jeito como ele acaba por gerar algumas vantagens: sendo ele hiper focado na quantidade de pontos de vida do oponente, ele pode te forçar a não apenas trocar o seu drop 3 por um Cavalga-lobo, mas fazer com que a troca também lhe custe os 3 de dano do ataque do Cavalga- lobo.

Nesses casos, você precisa ter certeza de que o campo de batalha está estável e que a corrida por rushar dano está ao menos empatada antes de tentar atrair o oponente para esse tipo de decisão questionável. Se você está para trás, essa tatica provavlemente não vai funcionar, já que seu oponente pode simplesmente atacar o seu herói e ignorar as cartas na mesa.

Trocas: transformando cartas em tempo

Trocas, por outro lado, são a face defensiva da moeda. Quando fizer trocas, você está procurando diminuir o valor das cartas do oponente. Geralmente decks de midrange e controle são os que preferem trocar, tendendo a ter uma curva mais alta e uma boa quantidade de cartas defensivas. Quando troca, você está procurando comprar tempo, e o que você faz no campo de batalha se torna crítico, como resultado.

Que condições vão fazer você desejar forçar as trocas?

Quando você está perdendo um rush de dano: Disso você já sabia, é uma ideia horrível começar uma corrida que você não pode ganhar (a não ser que isso seja a única opção). Nesses casos, é crítico começar a trabalhar em destruir o campo do seu oponente para comprar tempo ou virar a corrida a seu favor: Se o seu opontente tem um Gnomo Leproso e um Malabarista de facas, e você só conseguiu jogar um Draco do Crepúsculo, você provavelmente vai preferir usar seu Draco para desacelerar o jogo e ganhando um 2 por 1.Quando você pode fazer trocas consistentes e favoráveis com um oponente: Muitos dos decks midrange do Hearthstone funcionam porque eles podem trocar efetivamente o tempo todo e fazer o oponente ficar com cada vez menos cartas.

Se o seu deck tem muitas trocas 2 por 1 garantidas nele (cartas como Mago Sangrento Thalnos, Golem Colheiteiro, Comandante Argênteo ou até uma Escudeira Argêntea), diminuir o valor do que o seu oponente faz será uma parte essencial da sua tática de jogo, e você precisará ajustar sua estratégia para maximizar o valor dessas oportunidades.

Espanto

Quando você precisa esperar por um dado turno para que seu deck se torne ofensivo: Nesse caso você provavelmente tem um deck totalmente controle ou um OTK (One-Turn-Kill/ Combo que mate em um turno) de algum tipo. Um exemplo disso é um deck como o Guerreiro Controle, que tende a jogar numa curva muito alta com um grande número de lendárias. Quando seu Plano A depende de cartas como Uivo Sangrento, Baron Geddon, Alextraza, ou Ragnaros, você vai preferir jogar reativamente até o momento do jogo em que essas cartas possam ser jogadas de modo seguro.

Quando você é o “maior” deck aggro: Um numero surpreendente de matchups de aggro x aggro costumam girar em torno de apenas ter a maior ameaça viva na mesa – se você puder trocar o seu 4/3 com o 2/1 dele e não perder muito tempo com isso, é geralmente algo favorável aos “maiores” decks aggro. Um bom exemplo é o jeito que o Zoo joga contra decks como Face Hunter e Paladino Aggro. Em ambos os casos, o Zoo tem geralmente os maiores lacaios e ele precisa jogar mantendo a vantagem de cartas, esperando que isso faça os decks perderem o gás e eles possam finalizar o jogo com seus lacaios superiores, essa é provavelmente uma das características mais fortes do zoo, e que possivelmente o manterá presente em todos os metas futuros, assim como foi até agora nos últimos 5 meses.

Esse tipo de mapa de decisões, de qualquer forma, não foi escrito em pedra. Assim, você pode enfrentar situações numa matchup ou sobre uma série de circunstâncias que podem mostrar o outro lado disso tudo. Por exemplo, seu oponente pode ter draws lentos num deck que deveria ser rápido, e você pode decidir pôr um pouco de pressão nele para forçar trocas ruins. Pode haver uma matchup como Miracle Rougue x Guerreiro Controle, onde você tem que jogar um pouco mais agressivamente para garantir que o deck dele seja lento o suficiente para ser vulnerável ao seu combo.

leiloeiro

Da mesma forma, existem muitos decks tempo, que podem alterar inúmeras vezes entre rushar e trocar para garantir uma vitória. Esses decks requerem muita percepção da situação para saber quando proceder e quando desacelerar e lidar com as ameaças do oponente. Jogadores de controle também precisam saber quando alternar, apesar do seu mapa de decisões ser um pouco mais simples e geralmente construído em torno da pergunta: O campo está estável?

Espero que o guia acima tenha sido útil em determinar quando você deve sair derramando sangue ou explodindo o campo de batalha. Com tempo, prática, e esses princípios básicos, você estará arrasando na Ladder antes mesmo de perceber.

fonte: ihearthu

  • Zed,SKT T1

    Ajudou até q bastante e.e

  • Neristh

    Obrigado pelas informações, estou gostando do conteudo do seu site, Parabéns!