HEARTHSTONEDe Olho no Meta #32 – Nada Além de Cinzas

ELTON FIOR 30 de julho de 2017

Olá pessoal, aqui é o Eltinho de novo com mais uma análise do metagame semanal do Formato Padrão de Hearthstone, apesar de que na semana passada a análise foi do Wild, já que os dados ainda eram insuficientes para uma análise decente do metagame após o nerf nas Cavernas nas Profundezas.

Novamente eu ressalto que faço duas análises de metagame: popularidade e porcentual de vitórias. A primeira serve para você se preparar para quais decks você tem maior probabilidade de enfrentar. Já a segunda ajuda a identificar quais decks são mais eficientes. Às vezes um deck não tem um porcentual tão alto quanto outros, mas possui uma média boa contra deck populares e acaba sendo uma boa opção.

Mas vamos voltar a falar sobre o nerf e o seu impacto no metagame. Temos um novo herói líder de popularidade, pois o Malfurion destronou a Jaina como a classe mais popular, muito devido ao aumento da presença dos Golens de Jade no vácuo do Ladino Missão. Outra troca importante foi que o Xamã ultrapassou o Guerreiro na presença do formato. E por fim, a Valira naufragou com o nerf, despencando 2 posições na participação, o que não é de se estranhar já que o seu principal deck deixou de existir. E a ausência do seu melhor adversário fez o Caçador perder ainda mais espaço.

Os dados foram analisados com base em 50.000 jogos de 19 a 25 de julho e demonstram a seguinte divisão de classes:

  • Druida – 17,86% (aumento de 2,44%)

  • Mago – 16,48% (redução de 0,83%)

  • Xamã – 14,32% (aumento de 2,00%)

  • Guerreiro – 13,54% (redução de 0,19%)

  • Paladino – 12,31% (aumento de 1,70%)

  • Sacerdote – 9,90% (redução de 0,08%)

  • Ladino – 8,57% (redução de 3,33%)

  • Caçador – 5,67% (redução de 1,55%)

  • Bruxo – 1,35% (redução de 0,16%)

O nerf obliterou o Ladino do Formato e promoveu uma alteração pesada na balança de poder. Porém ao realizar sua análise, o Vicious Syndicate fez uma atitude com a qual eu discordo que foi unificar em sua classificação os dois principais decks de Sacerdote, o Control e o Dragão em uma única classificação, o que não faz muito sentido já que são dois decks bastante diferentes e com porcentuais de vitórias diferentes. Portanto na lista abaixo, as duas listas estão listadas no campo Sacerdote Control. Quanto aos arquétipos em si, a distribuição segue abaixo, levando em conta os decks com mais de 2% de presença no formato:

  • Xamã Token – 10,00% (aumento de 0,71%)

  • Guerreiro Pirata – 8,88% (aumento de 0,68%)

  • Druida Jade – 8,75% (aumento de 3,00%)

  • Paladino Midrange – 8,27% (aumento de 2,80%)

  • Sacerdote Control – 7,73% (aumento de 0,81% da soma dos Sacerdotes Dragão + Control)

  • Druida Aggro – 7,21% (redução de 1,00%)

  • Ladino Miracle – 6,09% (aumento de 3,09%)

  • Mago Segredos – 5,97% (aumento de 1,60%)

  • Caçador Midrange – 5,23% (redução de 1,38%)

  • Mago Burn – 5,06% (redução de 2,99%)

  • Xamã Midrange – 3,97% (aumento de 1,35%)

  • Guerreiro Provocar – 3,76% (redução de 0,59%)

  • Mago Freeze – 3,58% (aumento de 0,26%)

  • Paladino Control – 2,20% (aumento de 0,08%)

  • Outros – 18,36%

A saída do Ladino Missão é fácil de ser notada pelo grande crescimento dos arquétipos mais oprimidos por esse deck: Druida Jade, Sacerdote Control, Paladino Midrange e Ladino Miracle. Da mesma maneira, arquétipos com bom resultados contra esse deck perderam espaço, caso do Druida Aggro e Caçador Midrange. A exceção a essa regra foi o Mago Burn, que caiu no meta por ser terrível contra o Druida Jade, abrindo espaço para o Mago Segredos, que possui resultados mais favoráveis contra o novo terror do Meta.

Sim, novo terror do Meta, pois da mesma maneira que o Ladino Missão, o Druida Jade apresenta jogos muito polarizados, jogos difíceis contra Aggro e dominando os Control, o que acende um sinal de alerta sobre o Ídolo de Jade. Se a intenção da Blizzard era abrir espaço para os decks mais lentos, é bem possível que vejamos alguma ação tomada contra esse card nos meses vindouros. O que não significa que o deck tenha índices altos de vitórias no geral (Ladino Missão também não era dominante nesse aspecto), mas sua presença inibe o crescimento de algumas estratégias.

E já que falei dos índices de vitórias, vamos a essa divisão dos tiers é a seguinte:

Tier

Deck

Porcentual de Vitórias

Popularidade no Meta

Variação

Tier 1
(52%+)

Paladino Midrange

        53,91%

+0,77%

Xamã Token

53,34%

+0,69%

Mago Segredos

53,02%

+0,17%

Guerreiro Pirata

52,72%

+0,59%

Tier 2
(50-52%)

Druida Aggro

51,24%

+0,33%

Mago Freeze

50,93%

13º

-1,73%

Ladino Miracle

50,13%

+3,14%

Tier 3
(48-50%)

Caçador Midrange

49,32%

-0,86%

Paladino Control

48,70%

14º

-1,24%

Druida Jade

48,49%

+0,30%

Guerreiro Provocar

47,52%

12º

-1,31%

Xamã Midrange

47,28%

11º

+3,05%

Tier 4
(48%-)

Sacerdote Control

46,96%

Não aplicável

      Mago Burn

46,60%

10º

-3,71%

Que chacoalhada! Com um novo meta ainda não definido e a ascensão dos Druidas Jade, os decks bem estabelecidos com bons índices de vitórias sobre ele viram seus números subirem nos tiers, ao passo que os demais se embolaram ali no Tier 3 enquanto procuram encontrar suas configurações ideais. Com o crescimento dos Paladinos Midrange, é bem capaz que os Druida Aggro e seus Caranguejos Famintos produzam mais nessa semana. Impressionante também o aumento de eficiência do Ladino Miracle e do Xamã Midrange, agora que porquinhos e piratas 5/5 não ameaçam mais o formato. Mas ao contrário do Xamã, o Miracle joga bem contra o Druida Jade. Uma nota triste para o Mago Burn, que não só despencou de popularidade como também de produtividade. A maior parte dos jogadores desse deck tem optado por migrar para as listas híbridas com o Mago Freeze, que embora também sofra com o Druida Jade, joga bem melhor contra os decks agressivos.

Decks de Druida

Druida Jade é o deck que melhor aproveitou o nerf e pulou vários degraus no ranking de presença do formato, conforme previsto. É bom se preparar para os Golens de Jade, ou você terá problemas no metagame.

Adversários bons: Guerreiro Provocar (74% de vitórias), Mago Burn (67%), Mago Freeze (64%), Paladino Control (62%), Xamã Midrange (58%) e Sacerdote Control (57%).

Adversários ruins: Paladino Midrange (33%), Ladino Miracle (38%), Mago Segredos (41%), Druida Aggro (41%),e Guerreiro Piratas (44%).

AAECAZICBK6rAumsApS9AsrDAg1AX/4BxAakB+QIvqsCtLsCy7wCz7wC3b4C+cACyccCAA==

Druida Aggro perdeu popularidade com a saída do seu melhor adversário, mas tem tudo para voltar com força por possuir bom jogo contra alguns dos novos donos do formato. O crescimento do Druida Jade traz um bônus extra, pois às vezes o oponente mantém cards menos úteis contra esse deck no Mulligan por achar que está enfrentando mais um dos díscipulos da Aya Patanegra!

Adversários bons: Paladino Midrange (62% de vitórias), Guerreiro Pirata (61%), Druida Jade (59%) e Caçador Midrange (55%).

Adversários ruins: Guerreiro Provocar (33%), Mago Freeze (33%) e Paladino Control (37%).

AAECAZICApG8AuO+Ag7+AbsD9wPjBeYF5QenCMGrArazAs27AobBAp/CAuTCAuvCAgA=

Decks de Mago

Mago Segredos é outro deck que aproveitou bem a mudança no formato, já que alguns inimigos reduziram a presença ao passo que bons adversários se tornaram mais populares. Várias listas têm incluído os Gigantes Arcanos para adicionar mais peso ao deck, já que estão um pouco menos preocupados com decks agressivos.

Adversários bons: Xamã Midrange (63% de vitórias), Druida Jade (59%), Guerreiro Provocar (59%), Sacerdote Control (58%) e Mago Freeze (56%).

Adversários ruins: Paladino Midrange (39%) e Guerreiro Piratas (43%).

AAECAf0EAumsAsrBAg5xwwG7ApUDqwTmBJYF7AWBsgKjtgLXtgKHvQLBwQKYxAIA

Mago Burn continua decaindo tanto em popularidade quanto em rendimento. Seu posicionamento no formato não é dos melhores agora e a tendência é que perca mais espaço para os outros arquétipos da classe.

Adversários bons: Mago Freeze (64% de vitórias), Xamã Midrange (62%) e Ladino Miracle (58%).

Adversários ruins: Druida Jade (33%), Paladino Midrange (38%), e Guerreiro Piratas (42%).

AAECAf0ECHHFBO0F7Ae/CIivAqG3Aum6AgvAAbsClQOrBJYFgbICo7YC17YCsLwCwcECmMQCAA==

Mago Freeze, que viu um crescimento excelente na última análise, tomou um baque com a presença dos Druidas Jade, um adversário bem ruim. As listas híbridas com Medivh e Portal das Terras do Fogo estão se tornando a lista padrão, por adicionar mais presença de mesa útil com os efeitos de congelar e dando mais combustível contra os decks que conseguem segurar uma investida da Alexstrasza.

Adversários bons: Druida Aggro (68% de vitórias), Xamã Midrange (63%), Xamã Token (64%) e Ladino Miracle (60%).

Adversários ruins: Druida Jade (36%), Sacerdote Control (36%), Mago Burn (36%), Guerreiro Provocar (44%) e Mago Segredos (44%).

AAECAf0EBsUE7QXsB7gIvwiIrwIMigHAAbsCyQOrBMsE7QSWBfsM17YCwcECmMQCAA==

Decks de Xamã

Xamã Token não viu muitas mudanças desde a última análise. Ainda é o deck mais popular, possui um bom índice de vitórias e sua lista permanece basicamente a mesma, com um eventual Barnes aqui, um Gigante do Mar acolá. Não deve sofrer grandes impactos, já que seus principais adversários não estão entre os decks mais populares do formato.

Adversários bons: Caçador Midrange (60% de vitórias), Guerreiro Pirata (59%), Xamã Midrange (57%) e Druida Jade (55%).

Adversários ruins: Mago Freeze (36%), Guerreiro Provocar (43%) e Paladino Control (45%).

AAECAaoIApG8ApS9Ag6BBOUH8AeTCfqqAvuqAqC2Aoe8AtG8Ava9Avm/ApHBApvCAuvCAgA=

Xamã Midrange, depois de comer o pão que o diabo amassou, finalmente mostrou uma recuperação com a saída do Ladino Missão. As listas ainda não são padronizadas como as do Token, pois alguns jogadores focam mais nos Golens de Jade, outros em Elementais. De qualquer maneira, deixou de ser um deck inviável para se tornar mais um participante de relativa importância no formato.

Adversários bons: Paladino Control (64% de vitórias) e Caçador Midrange (57%).

Adversários ruins: Mago Segredos (37%), Mago Freeze (37%), Mago Burn (38%), Druida Jade (42%), Xamã Token (43%) e Guerreiro Pirata (45%).

AAECAaoIApS9AvPCAg69AYEE9QT+BfAHoLYC3boCh7wC0bwC9r0Cx8ECm8IC68ICyMcCAA==

Decks de Guerreiro

Guerreiro Pirata praticamente não notou a mudança no formato. Saiu um adversário bom, entrou um adversário bom. Possui poucos inimigos complicados e só os Cavaleiros do Trono Congelado podem trazer um alento a quem espera ver ele sair das cabeças do metagame.

Adversários bons: Ladino Miracle (61% de vitórias), Sacerdote Control (59%), Mago Burn (58%), Mago Segredos (57%), Druida Jade (56%) e Xamã Midrange (55%).

Adversários ruins: Druida Aggro (40%), Xamã Token (42%) e Paladino Control (45%).

AAECAQcGyAOvBPIFkbwCub8C68ICDBywApED/wOOBagF1AXuBucH7weCsAKIsAIA

Guerreiro Provocar perdeu seu segundo maior inimigo, mas viu o primeiro crescer de presença. Se os Aggro conseguirem controlar os Golens de Jade, esse deck ficará bem posicionado, pois joga bem contra eles.

Adversários bons: Druida Aggro (67% de vitórias), Mago Freeze (56%), Xamã Token (57%) e Paladino Control (56%).

Adversários ruins: Druida Jade (26%), Paladino Midrange (34%), Mago Segredos (41%) e Ladino Miracle (44%).

AAECAQcG/AT7DLmyAsrDAtPDAqLHAgxLkQPUBJEG/weCrQLSrgL+vAKbwgLGwwLfxALJxwIA

Decks de Paladino

Paladino Midrange já apresentava um bom índice de vitórias antes do nerf e só viu as coisas melhorarem, já que joga muito bem contra o Druida Jade. Será que está na hora de trazermos os Caranguejos de volta ao formato?

Adversários bons: Druida Jade (67% de vitórias), Guerreiro Provocar (66%), Mago Burn (62%), Sacerdote Control (62%), Paladino Control (62%) e Mago Segredos (61%).

Adversários ruins: Druida Aggro (38%), Guerreiro Pirata (45%), Xamã Token (45%) e Mago Freeze (46%).

AAECAZ8FCsIGzwb6Bq8H2a4CubICvL0C474CucECg8cCCtsD3AOnCNOqAtO8ArPBApvCAp3CArHCAojHAgA=

Paladino Control, acabaram os Ladinos Missão! Oba! Apareceu um monte de Druida Jade! Epa! Esse é um bom deck contra listas agressivas, mas que apresenta dificuldades contra os decks mais lentos. Sua situação no meta ficou quase que inalterada desde a última análise.

Adversários bons: Druida Aggro (63% de vitória), Guerreiro Pirata (55%) e Xamã Token (54%).

Adversários ruins: Xamã Midrange (36%), Druida Jade (38%), Ladino Miracle (40%), Guerreiro Provocar (43%) e Mago Segredos (44%).

AAECAZ8FDs8G+gaQB9sK+wzgrAKKrgLZrgLmrgKArwK5sgK5wQLfxALJxwIIigHcA/QF9gePCbPBApvCAojHAgA=

Decks de Sacerdote

Sacerdote Control é a grande polêmica da análise, pois a unificação das listas de Control com a de Dragões não faz sentido, pois eram decks bem diferentes, apesar dos vários cards em comum. Com isso a análise fica prejudicada, mas eu espero que eles retifiquem esse dado para a próxima semana. De qualquer maneira, a unificação das listas derrubou a média dos Dragões e aumentou a do Control. Assim como o Paladino, perderam um inimigo cruel mas viram a ascensão de outro. Embora os números dessa semana não demonstrem, a lista de Dragões também joga bem contra os decks de Xamã, Magos e os outros Sacerdotes.

Adversário bom: Mago Freeze (64% de vitórias) e Druida Aggro (53%).

Adversários ruins: Paladino Midrange (38%), Guerreiro Piratas (41%), Mago Segredos (42%), Ladino Miracle (42%) e Druida Jade (43%).

AAECAa0GBgiQB6G3As/HApnIAr7IAgzlBNMK1wryDJK0ArW7Auq/AtHBAtXBAtjBAtnBAt/EAgA=

Decks de Ladino

Ladino Missão está no Céu (ou Inferno, sei lá) dos decks nerfados. Descanse em paz.

Ladino Miracle assumiu o posto de deck líder da classe. Encontra-se bem posicionado agora por jogar bem tanto contra os Druidas Jades como contra os Control, mas precisa se adequar para enfrentar os Aggro. Também não é um deck fácil de jogar, o que impede que seu potencial de vitórias seja mais alto.

Adversários bons: Druida Jade (62% de vitórias), Paladino Control (60%), Sacerdote Control (58%) e Guerreiro Provocar (56%).

Adversários ruins: Guerreiro Pirata (39%), Mago Freeze (40%) e Mago Burn (42%).

AAECAaIHCLIC7QWXBt0IkbwCyb8C+MECgsICC7QBmwWIB6QHhgmCtAKStgL1uwL8wQKBwgKbyAIA

Decks de Caçador

Caçador Midrange era um deck mediano com um adversário bom no Ladino Missão. Sem isso, agora é apenas um deck medíocre. Mas pelo menos continua barato!

Adversários bons: nenhum acima de 55% de vitórias.

Adversários ruins: Xamã Token (40%), Xamã Midrange (43%), Paladino Control (44%) e Druida Aggro (45%).

AAECAR8CRK8EDqgCtQO7A9kH6wfbCYEK/gy5tALquwLsuwLkwgLrwgKOwwIA

Decks de Bruxo

O que nerf significou para o Bruxo? Que agora falta menos tempo para a chegado do Lich Rei!!

E com isso concluo essa análise de um período bem tempestuoso do metagame do formato Padrão. Será que os Golens dominarão o formato, ou as forças do bem triunfarão (a menos que você ache que os Golens são do bem)?

Um abraço a todos e até a próxima!


Elton Fior
Jogador de Magic desde 1996, Eltinho já foi 2 vezes vice-campeão brasileiro e se aventura no Hearthstone desde maio de 2014, sempre mirando o Rank Lendário. Ele é o autor do livro de estratégia Segredos de Hearthstone. Sua classe preferida é a Ladina, mas ele joga de qualquer coisa – já conseguiu os 9 heróis dourados. Você pode entrar em contato pelo FacebookTwitter, no seu proprio site ou no seu canal do youtube!

  • Matheus

    Valeu Eltinho, muito bom ver as analises do meta!

  • Saimon

    Parabéns Eltinho, já gostava das análises do meta e agora ficou melhor!!!

  • Everton Melo

    Ótima analise, muito bom!

  • Joao pedro Murad

    Cade o silence priest? ;-;

    • Eltinho Fior

      Como ele está abaixo de 2% do meta, acaba não entrando na avaliação.
      As análises de matchups levam em conta pelo menos 100 jogos entre cada deck, e os decks abaixo desse corte muitad vezes não chegam nesse limite para poder fornecer um valor mais consistente.

  • vitão

    Qual a melhor versão do Caçador Midrange pro meta atual? A que tem o código aqui no final da página (AAECAR8CRK8EDqgCtQO7A9kH6wfbCYEK/gy5tALquwLsuwLkwgLrwgKOwwIA) ou a do link lá em cima (http://www.marduktv.com.br/deck/cacador-midrange-8/) ?

  • João Pedro Cury

    Atualmente vale mais a pena investir no Jade Druid ou no Guerreiro Provocar? Não me dou muito bem com aggros e estou entre esses 2 decks