HEARTHSTONEDe Olho no Meta #51 – Par ou Ímpar? Cubo!

ELTON FIOR 4 de maio de 2018

E aí pessoal, tudo bom? Após um tempo ausente esperando o Meta tomar alguma forma, lá vem o Eltinho de novo com mais uma análise do formato Padrão, a primeira do Ano do Corvo. Vale ressaltar que, conforme descrito no excelente artigo sobre análises de Meta do SuperUai, eu me utilizo dos dados do Data Reaper do Vicious Syndicate, que acredito ser o mais adequado para o público geral do MKTV. Foram analisados para esse artigo 130.000 jogos entre 15 e 24 de Abril. E então vamos ao que interessa, vamos falar de Meta!

Com a rotação e uma expansão inteira para sere absorvidas, é natural que novas idéias e grandes reviravoltas aconteçam no formato Padrão e embora novos decks tenham surgido, a divisão de poder entre as classes acabou não sendo muito alterada, com apenas o Anduin perdendo uma fatia significativa do seu antigo domínio, como podemos ver nos números abaixo:

  • Paladino – 17,9%
  • Bruxo – 17,7%
  • Druida – 15,7%
  • Ladino – 13,2%
  • Mago – 9,0%
  • Sacerdote – 8,5%
  • Caçador – 8,0%
  • Guerreiro – 5,3%
  • Xamã – 4,7%

Sim, meus amigos, a dupla Thrall e Garrosh continua na lanterna do formato e Uther e Gul’Dan ainda dividem o topo, agora sem a presença do Sacerdote para incomodar. Isso não é surpreendente, já que o Bruxo Cubo praticamente não foi afetado pela rotação e o Paladino tem acesso a algumas das ferramentas mais fortes de recuperação de jogo no Chamado às Armas e no Favorecimento Divino. Outra carta que ficou muito mais forte na rotação foi o Evocador Malevolente, já que o custo 10 ficou muito mais consistente com a saída dos Deuses Antigos – somente Y’Shaarj era um acerto legal. Agora a chance de acertar um 12/12 é de 40% (com 20% dele ser imune a feitiços)!

Mas de série nova, nós queremos saber de cards novos e nenhuma mecânica foi tão importante para o novo Meta quanto os poderes heroicos buffados por Genn e Baku, par ou ímpar respectivamente. Baku teve impacto mais imediato, ressuscitando o Caçador Face e infestando o formato com Recrutas do Punho de Prata e reformulando o Ladino Tempo para abusar do acesso a adagas 2/2. Mas logo o Paladino Par mostrou que os principais cards dessa classe tem custo Par, e o deck tomou de assalto o formato.

Além desses decks, outro card que habilitou um novo deck no formato foi a Hora da Bruxaria, que finalmente colocou o Hadronox para jogar, ressuscitando várias e várias vezes seus lacaios com Provocar, muitas vezes além da capacidade do seu oponente de lidar com a mesa.

Por falar em ressurreição, das trevas retornou um dos decks mais odiados de todos os tempos – Ladino Missão. Seu objetivo continua o mesmo: destruir todo e qualquer deck mais lento do formato. Mesmo com a saída importante do Barqueiro de Geringontzan, a presença grande no formato de decks mais Control forneceu um amplo número de vítimas para Porquinhos e Piratinhas 5/5 com Investida.

Vamos então ver como ficou a divisão desse novo Meta, dessa vez listando todos aqueles com mais de 1% em vez de 2%, pois se trata de um formato ainda incipiente:

Popularidade

Tier 1 (10%+)

  • Bruxo Cubo – 13,16%

Tier 2 (5 a 10%)

  • Paladino Ímpar – 8,42%
  • Druida Malevolente – 8,05%
  • Paladino Par – 6,77%
  • Druida Provocar – 6,25%

Tier 3 (3 a 4,99%)

  • Sacerdote Malevolente – 4,59%
  • Ladino Ímpar – 4,50%
  • Caçador Face – 4,23%
  • Mago Tempo – 3,95%
  • Ladino Missão – 3,05%

Tier 4 (2,99%-)

  • Ladino Tempo – 2,97%
  • Mago Control – 2,73%
  • Bruxo Control – 2,40%
  • Xamã Calafrarte – 2,28%
  • Mago Elemental – 2,16%
  • Ladino Miracle – 2,16%
  • Sacerdote Control – 2,01%
  • Bruxo Zoo – 1,91%
  • Guerreiro Missão Ímpar – 1,84%
  • Paladino Murloc – 1,61%
  • Xamã Midrange – 1,47%
  • Guerreiro Missão – 1,39%
  • Caçador Feitiços – 1,32%
  • Outros – 12,17%

Como todo mundo já esperava, o Cubo é o deck mais difundido do formato. Isso se deve ao fato da lista já estar praticamente completa e ajustada antes mesmo da rotação. Só perdeu a Mestre das Misturas e mesmo o Lorde Godfrey não é uma lendária obrigatória para o deck, o que permitiu muitos jogadores investirem pouco para mantê-lo viável, ao passo que outras listas passaram por muitos e muitos testes e ainda não estão nem perto de assumirem suas configurações ideais. Paladino Ímpar e Caçador Face (também ímpar) tiveram números bastante elevados no formato nos primeiros dias por também serem decks bem baratos de se montar, mas conforme o radar de “quem é bom contra o que” se ajustava, outros decks começaram a ganhar mais espaço, especialmente nos ranks mais altos. Então vamos falar disso. Abaixo, o ranking de Efetividade do Meta:

Efetividade

Tier

Deck

Porcentual de Vitórias

Popularidade no Meta

Tier 1
(52%+)

Druida Malevolente

55,02%

Paladino Murloc

55,01%

20º

Paladino Par

54,68%

Buxo Cubo

53,99%

Ladino Missão

52,31%

10º

Tier 2
(50-52%)

Bruxo Zoo

51,85%

18º

Sacerdote Control

51,03%

17º

Paladino Ímpar

50,53%

Guerreiro Missão

50,30%

22º

Mago Tempo

50,07%

Mago Control

50,02%

12º

Tier 3
(47-50%)

Ladino Ímpar

49,93%

Bruxo Controle

49,25%

13º

Caçador Feitiços

49,24%

23º

Sacerdote Malevolente

49,06%

Druida Provocar

48,88%

Ladino Tempo

48,23%

11º

Ladino Miracle

47,86%

15º

Tier 4
(47%-)

Mago Elemental

45,07%

15º

Caçador Face

45,02%

Xamã Midrange

44,61%

21º

Guerreiro Ímpar Missão

44,14%

19º

Xamã Calafrarte

37,99%

14º

O grande intruso é o Paladino Murloc, um arquétipo que se acreditava morto com a saída do Inquisidor Pinavil e do Parça Escamatroz, mas não é o que aconteceu. Apesar da saída desses 2 lacaios terem tornado os turnos de Caçador Rochapétrea mais inconstantes, lembram-se de quando eu falei que os decks Par ou Ímpar tinham que escolher entre Chamado às Armas ou Favorecimento Divino? Pois é, os Murlocs podem usar ambos. Outra grande surpresa é o índice de vitórias do Ladino Missão, um deck que tradicionalmente não tem uma média alta por conta dos seus valores contra adversários super-agressivos. O Cubo acende um sinal de alerta, pois mesmo sendo o deck mais visado do Meta – remoção de armas e efeitos de Silenciar estão presentes na maior parte das listas. Mesmo assim, segue com um índice muito bom.

No lado negativo, o hype do lançamento, Calafrarte, naufragou assim que os jogadores entenderam contra o que estava lidando. Não ajuda o fato das listas dos vários prós não concordarem sobre quais os 30 cards ideais – eu li um comparativo de 10 listas agrupadas pelo @blisterguy e os únicos cards em comum em todas elas eram o Calafrarte e 2 Extratores de Saronita. Muitos jogadores têm fugido das builds de Combo e procurado usar o Calafrarte como uma ferramenta de card advantage de fim de jogo, da mesma maneira que o N’Zoth jogava em algumas listas de Midrange. Vamos ver se algo de bom sai daí. Caçador Face também explodiu espetacularmente após a primeira semana, se mantendo no Meta principalmente como opção contra Cubo e Ladino Missão – algo a se considerar na construção de decks para torneio. Outro deck na beira de se adaptar para resultados melhores é o Xamã Midrange que tem aparecido cada vez mais como lista de Xamã Par, uma lista que já tem se mostrado eficiente no formato Livre.

E com isso, vamos para a análise de Força no Meta, combinando os dois elementos anteriores:

Força no Meta

Tier 1 (75-100)
Bruxo Cubo – 94,9
Druida Malevolente – 80,6

Tier 2 (50-75)

Paladino Par – 74,0
Paladino Ímpar – 59,6
Paladino Murloc – 56,0

Tier 3 (25-50)

Ladino Missão – 48,1
Druida Provocar – 43,1
Ladino Ímpar – 41,8
Bruxo Zoo – 41,5
Mago Tempo – 40,3
Sacerdote Control – 37,8
Sacerdote Malevolente – 37,7
Mago Control – 35,5
Guerreiro Missão – 31,8
Bruxo Control – 30,4
Ladino Tempo – 27,4
Caçador Feitiços – 26,2

Tier 4 (0-25)

Ladino Miracle – 22,6
Caçador Face – 14,3
Mago Elemental – 8,7
Xamã Midrange – 3,7
Guerreiro Ímpar Missão – 2,8

Tier 5 (0-)

Xamã Calafrarte – -26,1

O Cubo é o Usain Bolt desse início de Meta, sobrando em relação aos outros decks. Sua estrutura é difícil de ser enfrentada pelos decks agressivos, pois sem efeitos de silêncio, um Senhor do Caos no turno 5 ou 6 é praticamente fim de jogo, e as possibilidades de Combo com o Cubo Carnívoro e o super-trunfo que é Gul’Dan, o Furtassangue, o tornam um deck temível e difícil de ser combatido. Espera-se que, conforme as demais listas se aprimorem, o Cubo recue um pouco no domínio, mas o sinal amarelo já está aceso. O Druida Malevolente, único deck a ultrapassar o cut do tier 1, se aproveita bem do buff no seu card chave, muitas vezes girando a roleta no Tyrantus de maneira semelhante a qual o Barnes para Y’Shaarj no meta passado. De resto, o Paladino domina o Tier 2, com o Pala Par a centímetros de subir de categoria, o que deve acontecer conforme as listas vão ficando mais uniformes.

Apesar desse domínio do Bruxo, o Meta ainda continua bastante aberto e novas listas tem surgido a cada dia, conforme os jogadores procuram se adaptar à dança entre o Cubo, os Aggros e os Counters de Cubo (Ladino Missão, Caçador Face, Druida Provocar, Mago Tempo e Sacerdote Control). Vamos à análise por arquétipo:

Decks de Paladino

Paladino Ímpar, aquele deck que usa os cards que ficaram de fora na sua Arena. 50,53% de Efetividade.

• Adversários bons: Xamã Calafrarte (73%), Caçador Face (68%) e Mago Elemental (66%).
• Adversários ruins: Sacerdote Control (27%), Bruxo Zoo (27%) e Guerreiro Missão (27%).

Paladino Par, aquele que usa as cartas boas da classe. 54,68% de Efetividade.

• Adversários bons: Xamã Calafrarte (72%), Guerreiro Ímpar Missão (67%) e Druida Provocar (65%).
• Adversários ruins: Sacerdote Control (33%), Bruxo Control (40%) e Bruxo Cubo (42%).

Paladino Murloc, aquele que ainda usa os bichos que falam Mrglglllgl. 55,01% de Efetividade.

• Adversários bons: Ladino Missão (81%), Druida Provocar (76%) e Druida Malevolevolente (68%).
• Adversários ruins: Paladino Ímpar (39%), Bruxo Control (39%) e Ladino Ímpar (41%).

Decks de Bruxo

Bruxo Cubo, aquele que tem… o Cubo! E a Caveira com Demonarcas também. 53,99% de Efetividade.

• Adversários bons: Guerreiro Missão (70%), Xamã Calafrarte (69%) e Xamã Midrange (68%).
• Adversários ruins: Caçador Face (36%), Ladino Missão (43%) e Sacerdote Control (44%).

Bruxo Control, aquele que é o Cubo, mas sem o Cubo. Perfeito para quem odeia o Uther. 49,25% de Efetividade.

• Adversários bons: Paladino Ímpar (68%), Paladino Murloc (61%) e Paladino Par (60%).
• Adversários ruins: Ladino Missão (26%), Druida Provocar (34%) e Mago Tempo (36%).

Bruxo Zoo, aquele que tem os bichinhos e é o mesmo desde sempre. 51,85% de Efetividade.

• Adversários bons: Paladino Ímpar (73%), Druida Provocar (54%) e Mago Tempo (52%).
• Adversários ruins: Mago Control (34%), Ladino Ímpar (44%) e Sacerdote Malevolente (47%).

Decks de Druida

Druida Malevolente, aquele que sempre faz o Tyrantus por 6 manas. Ou que compra as 2 Infestações antes disso. 55,02% de Efetividade.

• Adversários bons: Xamã Calafrarte (80%), Guerreiro Ímpar Missão (79%) e Caçador Face (70%).
•Adversários ruins: Paladino Murloc (32%), Paladino Par (41%) e Ladino Missão (45%).

Druida Provocar, aquele que fez você se arrepender de ter cheirado o Hadronox. 48,88% de Efetividade.

• Adversários bons: Caçador Face (78%), Guerreiro Missão (70%) e Bruxo Control (66%).
• Adversários ruins: Ladino Missão (21%), Paladino Murloc (24%) e Paladino Par (35%).

 

Decks de Ladino

Ladino Ímpar, aquele que ninguém apostou antes do lançamento, mas é um deck de verdade. 49,93% de Efetividade.

• Adversários bons: Ladino Missão (74%), Ladino Miracle (71%) e Caçador Face (65%).
• Adversários ruins: Guerreiro Missão (32%), Druida Provocar (39%) e Paladino Par (43%).

Ladino Missão, aquele que todo mundo achava que estava morto. 52,31% de Efetividade.

• Adversários bons: Mago Control (83%), Druida Provocar (79%) e Bruxo Control (74%).
• Adversários ruins: Caçador Face (15%), Paladino Murloc (19%) e Mago Tempo (21%).

Ladino Tempo, aquele que foi o último deck com 100 pontos de Força no Meta Geral. 48,23% de Efetividade.

• Adversários bons: Ladino Missão (71%), Xamã Calafrarte (69%) e Ladino Miracle (55%).
• Adversários ruins: Paladino Ímpar (36%), Paladino Par (38%) e Mago Control (43%).

Ladino Miracle, aquele que sempre vai existir enquanto o Leiloeiro for válido. 47,66% de Efetividade.

• Adversários bons: Druida Provocar (62%), Sacerdote Control (62%) e Sacerdote Malevolente (61%).
• Adversários ruins: Ladino Ímpar (29%), Caçador Face (36%) e Paladino Murloc (39%).

Decks de Mago

Mago Tempo, aquele que era o Secret Mage. Fuja do Uther! 50,07% de Efetividade.

• Adversários bons: Ladino Missão (79%), Mago Control (73%) e Xamã Calafrarte (70%).
• Adversários ruins: Paladino Ímpar (34%), Paladino Murloc (38%) e Paladino Par (41%).

Mago Control, aquele que faz Grandes Feitiços. 50,02% de Efetividade.

• Adversários bons: Bruxo Zoo (66%), Druida Provocar (62%) e Paladino Ímpar (61%).
• Adversários ruins: Ladino Missão (17%), Mago Tempo (27%) e Caçador Face (36%).

Mago Elemental, aquele que joga com quase nenhum feitiço. 45,07% de Efetividade.

• Adversários bons: Xamã Calafrarte (57%), Druida Provocar (55%) e Ladino Tempo (54%).
• Adversários ruins: Paladino Ímpar (34%), Druida Malevolente (36%) e Sacerdote Malevolente (39%).

Decks de Sacerdote

Sacerdote Malevolente, aquele que também faz Grandes Feitiços. 49,06% de Efetividade.

• Adversários bons: Xamã Calafrarte (71%), Xamã Midrange (68%) e Guerreiro Ímpar Missão (67%).
• Adversários ruins: Ladino Missão (28%), Druida Malevolente (37%) e Paladino Par (38%).

Sacerdote Control, aquele que não é Aggro mas usa Impacto Mental. 51,03% de Efetividade.

• Adversários bons: Paladino Ímpar (73%), Paladino Par (67%) e Bruxo Control (61%).
• Adversários ruins: Ladino Missão (33%), Druida Provocar (34%) e Druida Malevolente (36%).

Decks de Caçador

Caçador Face, aquele que sabe que Face is the Place. 44,63% de Efetividade.

• Adversários bons: Ladino Missão (85%), Bruxo Cubo (64%) e Mago Control (64%).
• Adversários ruins: Druida Provocar (22%), Druida Malevolente (30%) e Paladino Ímpar (32%).

Caçador Feitiços, aquele que não tem mais Barnes + Y’Shaarj. 49,24% de Efetividade.

• Adversários bons: nenhum acima de 52%
• Adversários ruins: Bruxo Cubo (35%), Druida Malevolente (37%) e Druida Provocar (46%).

Decks de Guerreiro

Guerreiro Ímpar Missão, aquele que sonha em ser a Justicar. 44,14% de Efetividade.

• Adversários bons: nenhum acima de 52%
• Adversários ruins: Druida Malevolente (21%), Sacerdote Malevolente (33%) e Paladino Par (33%).

Guerreiro Missão, aquele que não precisa ser a Justicar. 50,30% de Efetividade.

• Adversários bons: Paladino Ímpar (73%), Ladino Ímpar (68%) e Paladino Par (54%).
• Adversários ruins: Druida Provocar (30%), Bruxo Cubo (30%) e Druida Malevolente (37%).

Decks de Xamã

Xamã Calafrate, aquele que tem a garra que agarra. 37,99% de Efetividade.

• Adversários bons: Ladino Ímpar (56%) e Druida Provocar (57%).
• Adversários ruins: Druida Malevolente (20%), Paladino Ímpar (27%) e Paladino Par (28%).

Xamã Midrange, aquele que é difícil de conceituar. Deve virar Par em breve. 44,61% de Efetividade.

• Adversários bons: Druida Provocar (67%), Ladino Ímpar (57%) e Paladino Ímpar (56%).
• Adversários ruins: Druida Malevolente (31%), Bruxo Cubo (31%) e Sacerdote Malevolente (32%).

E assim eu encerro essa primeira análise do Meta do Ano do Corvo. Um abraço a todos e até a próxima!


Gostou do artigo? Faça uma pequena doação! Saiba que esse artigo é um conteúdo voluntário e qualquer quantia por menor que seja já nos ajuda!


Em caso de doação o nome e a foto do doador será postado na aba Doações.

Elton Fior

Jogador de Magic desde 1996, Eltinho já foi 2 vezes vice-campeão brasileiro e se aventura no Hearthstone desde maio de 2014, sempre mirando o Rank Lendário. Ele é o autor do livro de estratégia Segredos de Hearthstone. Sua classe preferida é a Ladina, mas ele joga de qualquer coisa – já conseguiu os 9 heróis dourados. Você pode entrar em contato pelo FacebookTwitter ou no seu canal do youtube!

  • Daniel Moura

    My claws that catch, my jaws that bite. Tier 1 em nossos corações. eltinho 10/10

  • Gustavo Parra

    Decks com winrate de 63% e decks de dois anos atrás que ainda continuam no meta com quase nenhuma mudança significativa na montagem. Paladino ta como? Malzão…

  • Éric Oliveira

    No lançamento até cheguei a pensar que o Xamã Calafrate iria rodar, mas enfim. Tó vendo que o pacto sombrio do Bruxo será nerfado…

    • Eltinho Fior

      Já comentei em outros fóruns: meu palpite é pacto 2 manas, lackey 6 manas e call só recruta 2 bichos.

      • Alexandre Bigorna

        Call recrutar dois bichos vai ficar uma bosta. Prefiro que nerfem pra 5 de mana. Aí não serve nem pra par e nem pera ímpar, mas continua mantendo o murloc vivo.

        • Eu

          Achava que 5 era ímpar

  • Riquelme Lima

    Guerreiro missão sem o baku vai bem contra o druida provocar sim, é só colocar a 2/6 que evoca 3 feras 1/1 pro oponente que quando ele for reviver a hadronox vai vir um 1/1, aí é só vc dar risada enquanto o oponente da esc concede haushau, eltinho 10/10