HEARTHSTONEDe olho no Projeto Cabum

Luiz Miguel 7 de agosto de 2018

É chegada uma das três melhores datas do ano de Hearthstone: o lançamento de uma nova expansão! É hora de tentar descobrir no meio da selva de novos cards, quais decks podem render algo e quais vão apenas gerar memes. Embora alguns decks façam tranquilamente a transição de um Meta para o outro, nas primeiras semanas de uma série nova, os jogadores querem é mais testar decks novos em vez de tentar calibrar os já existentes.
Nesse artigo vou tentar trazer algumas idéias de decks usando cards do Projeto Cabum. Embora alguns decks abaixo já existam no Meta atual, sua presença não é grande o suficiente para afetar o formato de maneira consistente e talvez o gás extra da expansão seja aquilo que falta para que os decks finalmente fiquem competitivos.

(RyzingxFire invadindo o artigo do Eltinho.
*Antes de começar, aqui estão alguns decks que não podemos ignorar a sua inevitável existência.

Druida Malygos
Caçador bomberman
Bruxo Mecha’thun
Ladino Malygos
Ladino Mecha’thun

*Todas essas listas são apenas “theorycrafts” por enquanto, obviamente não teve como serem testadas e só vamos saber do desempenho dessas e as outras abaixo durante essas semanas a seguir. Na minha sincera opinião, algum tipo de Paladino mech agro vai ser doentio e possivelmente terá que ser nerfado. )

Big Warrior

O deck de Recrutar do Garrosh já existe e vê algum jogo, porém sofre com alguns problemas. O principal deles é comprar os lacaios que você gostaria que fossem Recrutados. Uma das alternativas era usar a Mão do Morto para reembaralhar esses camaradas, mas isso não era nem um pouco eficiente.
BAM! Chegou a Boomship e agora não só você pode descarregar esses monstros na mesa, como a Rapidez que eles ganham não te deixam ficar para trás no Tempo, interagindo com a mesa no mesmo turno em que eles são invocados.
Outro card com potencial para o arquétipo é o Dr. Cabum em pessoa, pois seu poder heróico tem um potencial de geração de valor que o Senhor do Flagelo Garrosh infelizmente não tem. Embora seu Grito de Guerra não possua aplicações diretas nas listas tradicionais do deck, existe um card novo que me chamou a atenção e que possui sinergia com esse herói: Montagem Ômega!
Uma das desvantagens de um deck de Recrutar é ter que abrir mão de lacaios de baixo custo para não interferir com a mecânica. Algumas listas pré-rotação utilizavam Eu Conheço um Cara para tentar remediar esse buraco na curva de Mana. Montagem Ômega segue a mesma linha, embora lacaios com Provocar no geral sejam melhores que Mecanóides aleatórios. Mas aí entra a segunda parte do card, que vira uma máquina de Card Advantage conforme o jogo se arrasta e ainda interage beneficamente com a Rapidez concedida pelo Dr. Cabum.

Token Shaman

Esse já foi um dos top decks de um meta antigo, mas perdeu muitas peças nas rotações. Pois bem, o Projeto Cabum trouxe coisas interessantes para reviver esse arquétipo!
The Storm Bringer é um card que assim como a Sede de Sangue, se beneficia de mesas cheias. E ao contrário do saudoso Evoluir, não se importa com o custo dos seus lacaios. Embora nem todos os lacaios lendários sejam absurdos, a chance de criar uma mesa imbatível é bastante alta.
Também é interessante lembrar do Giggling Inventor, que por apenas 5 manas, cria uma mesa respeitável e difícil de remover e que por si só já ameaça 14 pontos de dano com uma Sede de Sangue na Volta. Minha previsão? Acostumem-se a ver vários Azucrinatrons nos próximos meses.
Outro lacaio que não tem chamado muito a atenção, mas tem meu voto pro troféu “Fada de Fogo”, que premia lacaios sem destaque mas que completam qualquer deck, é o Mecharoo, uma versão neutra do Aldeão Possuído, com a vantagem de ser Mecanóide. Em um deck com buffs como Totem das Labaredas, esse é um bicho bastante útil.

Kingsbane Rogue

Com a remoção do Oráculo da Luz, o deck de Ruína dos Reis praticamente desapareceu do formato Padrão, sem sua principal ferramenta de compra/estrangulamento do oponente. Sem a sua presença, o combo de Preparação + Sumir perde muito da sua efetividade.
Pois bem, o Projeto Cabum oferece um novo ângulo ao deck, abusando das interações com o Augmented Elekk. O elefantinho além de jogar bem com o Andarilho Fal´dorei, também interage bem com a arma lendária, já que a cópia também vai buffada para o deck, de acordo com a nova regra. O deck também ganha valor extra com os novos Lab Recruiter e Toxicologist. A lista abaixo é uma experiência e talvez 1 Espinheira e 1 Rajada possam ser trocadas por 2 Aturdir.

Sacerdote Dobra-Dobra

Desde de que Hearthstone existe, jogadores tem procurado matar seus oponentes com o combo de Dobra-Dobra (Fogo Interior + Espírito Divino), com resultados diversos. No final do ano do Mamute, o deck era um personagem importante do Meta, devido à força de cards como Poção da Loucura, Sacerdote da Garra do Kabal e Agente Draconídeo. Desde então, o combo não teve resultados tão positivos. Algumas listas baseadas nas sinergias de dragões aparecem de vez em quando, mas sem deixar uma marca no formato. Pois bem, o Proejto Cabum oferece uma nova maneira de encarar o deck: abusando de Últimos Suspiros!
A lista é baseada em um artigo do John Bedford para o site Metabomb e busca abusar de um dos cards com maior potencial da nova expansão, Reckless Experimenter. Combinado com cards cujo Último Suspiro você quer ativar o quanto antes – Ovo de Demossauro e Carroça Carniceira, ele pode gerar um caminhão de mana de vantagem. É importante notar que a Carroça sempre acha ou o Ovo ou o Robô a Vapor Desativado – o melhor alvo para o Combo de Dobra-Dobra. Outra adição que sinergiza bem com o deck é o Dead Ringer, ajuda a encontrar as peças para o Experimenter.

Mage Spell Damage

Umas das temáticas do Projeto Cabum para a Jaina é o Dano Mágico, capitaneada pelo card Resultados Inesperados, o primeiro card afetado por essa mecânica de uma maneira diferente. E já que a classe é que mais possui poder de fogo, dá pra fazer um bom uso do Dano Mágico com outros feitiços.
Anomalia Cósmica e Emissário Celestial são bons cards para inflar seus feitiços e Shooting Star uma excelente maneira de ganhar valor desses bônus. Miráster Luna pode gerar uma tonelada de card advantage com cards de baixo custo e mesmo sem ser um deck ímpar, o Gato Preto se encaixa na temática com um corpo razoável pelo custo.
Essa lista foi baseada em uma que eu vi no hearthstonetopdecks.com

Rojão, o Magnífico!

Ok, só zoeira mesmo. Mas é uma das maneiras mais simples de ter um deck dourado.

É isso por enquanto. A chance dessas listas naufragarem é alta, como acontece em todo início de Meta, mas desses testes podemos tirar experiências para refinar o que deu certo e aprimorar novos decks. Espero que essas idéias possam ajudá-los nos dias do Projeto Cabum! Um abraço e até a próxima!

  • https://www.facebook.com/diogo.rodriguesdossantos.3 Diogo Santos

    Tem umas ideias de deck muito legais aí. O OTK de bruxo parece totalmente viável.

    • AzeCosx

      Não me parece lá essa coisa no máximo tier 2, existem deck bem melhores e por ele ser lento a muito punição, mas o deck é bom.

  • fabituz27

    Minha lendária dourada grátis foi exatamente o Rojão. De início pensei que só serviria para cheirar em troca de algo melhor, mas fui dar uma chance e curti muito ter um deck inteirinho de douradas. Somado a isso o fato de que só jogo no selvagem, resolvi botar o Rojão para trabalhar no padrão e rapidinho do 25 ao 19, só agora começou a aparecer alguns com deck bom o suficiente para me frear.