HEARTHSTONESua mente é seu pior inimigo – Alcance o lendário!

Luiz Miguel 28 de agosto de 2017

Hearthstone é divertido, mas ao mesmo tempo difícil de lidar. Por quê? Basicamente, você precisa lidar com o “extra campo” do jogo mais conhecido como RNG e para enfrentar isso é necessário foco e um bom controle mental. Provavelmente você já deve ter pensado “porque jogador x consegue todo mês rank lendário e eu não?” ou “Porque sempre estou subindo e descendo de rank?“. Vamos lá, primeiro vou citar algumas experiencias fora do jogo relacionadas a minha profissão. Sou design gráfico e diversas vezes tenho que lidar com cliente e gráfica e, acredite, isso é uma montanha russa de emoções. Eu queria resolver tudo na mesma hora e no mesmo momento, simplesmente não podia esperar e isso fez com que eu perdesse o meu controle e acabava fazendo algo por fazer e deixando todas as minhas ideias de lado. Tá, mas o que isso tem a ver? Quando jogava reparei que tinha a mesma atitude, queria resultados rápidos, ir do rank 5 para o lendário sem cair porque sabia que isso ia me desanimar e acabava perdendo o controle e o divertimento que o jogo podia me proporcionar. É necessário entender que existe um caminho que você precisa trilhar, a passos lentos ou a passos mais rápido cabe a você descobrir o seu ritmo.

Apesar de jogar desde o beta nunca peguei lendário, por simplesmente não gostar do sistema rankeado do Hearthstone, mas isso é assunto pra outra hora. Meu maior rank foi rank 1 justamente quando resolvi aplicar alguns metódos que vou citar abaixo.

Pratique!

Sempre que possível escolha um deck no início da temporada e pratique. A prática é a melhor forma de aprendizado, melhore seu desempenho com deck, faça alterações que você acha que é necessário, desapegue de listas prontas, faça testes. Perca o medo de testar, arriscar, mudar, perder faz parte do jogo e apesar de ser uma frase clichê é difícil de entrar na cabeça. Recomendo analisar as matchs, buscar informações sobre o meta (Você pode encontrar aqui o De Olho no Meta semanalmente), como counterar deck x ou y e entender o mulligan, são alguns fatores fundamentais para você avançar.

Distrações

É com certeza uma das partes mais difíceis do processo. Quando você toma aquela jogada absurda, a primeira coisa que você faz é dar alt+tab e procura outra coisa pra fazer: Facebook, globoesporte ou Whatsapp. Está errado. Antes de começar sua caminhada, saiba que você vai perder jogos ganhos e vai ganhar jogos perdidos, tenha ciência disto. Foca no jogo, silencie o Whatsapp, feche o YouTube, desligue o Spotify, esteja atento a todas as suas jogadas, isso é fundamental. Lembrando que isso não é uma regra, varia de cada jogador. Conheço casos de jogadores que jogam melhor ouvindo uma música, outros conversando com alguém seja pessoalmente ou por chamada, encontre sua melhor situação e aplique isso na sua caminhada.

Ansiedade

Parece besteira, mas ansiedade é um dos maiores inimigos dos jogadores de Hearthstone. Quando acontece uma situação ruim no jogo, um top deck, um rng negativo ou uma missplay, você procura responder o mais rápido possível tentando atingir seu objetivo. Isso é a ansiedade atrapalhando seu desempenho. Resumidamente, ansiedade faz com que sua mente e seu corpo trabalhem mais rápido, acelerando suas ações em situações de medo. Apesar de ser difícil, trabalhe sua mente, jogue com calma, procure respirar fundo, pensar nas jogadas antes de fazê-las. Coloque na sua cabeça que nesses momentos você é seu pior inimigo.

Limitações

Já vi casos de jogadores desistirem de alcançar ranks maiores por simplesmente não ter lendária X ou lendária Y. Não se limite a isso. Você não precisa necessariamente ir ao lendário, mas sim alcançar ranks expressivos, rank 10, 5 e quem sabe o lendário. Recentemente um jogador conseguiu lendário com uma conta básica em 17 horas usando um Druida Token (você pode acompanhar o progresso dele pelo post no reddit). É obvio que o caminho é mais árduo e às vezes até mais longo, mas é possível. Não coloque barreiras.

Ah! Quando alguém falar que Hearthstone é pay to win, mostre a ele esse artigo do reddit e se ele insistir pesquise no Google, pois existem vários outros jogadores que alcançaram o mesmo. Não confunda Pay to Fast* com Pay to Win.

*Usar dinheiro para conseguir resultados mais rapidamente

É hora de parar

Outra situação bem comum é quando começa a jogar no automático, você está tão frustrado por não ter conseguido subir rapidamente que joga por jogar, na esperança de conseguir um resultado positivo. Essa é hora de descansar a mente, retomar o psicológico e tentar mais tarde ou outro dia quando estiver em melhor condição. Continuar vai fazer seu caminho ficar mais longo, porque você simplesmente não soube respeitar sua condição.

Conclusão

Bom, eu não sou muito de escrever artigos desse tipo, eu prefiro deixar esse lado com o mestre SuperUai e suas analises incríveis, mas era uma vontade antiga que eu tinha de compartilhar isso com vocês. Acho que é um tema pouco explorado na nossa comunidade. Espero que esse artigo faça você refletir sobre alguns pontos e entender que o controle mental é um fator super importante na busca do tão sonhado lendário. Lembre-se, divirta-se!


Luiz Miguelluiz-miguel
Carioca, 22 anos, estudante de Design Gráfico (Portfólio). Odeia Guerreiro mas é fã de Caçador e defensor da ideia que a classe nunca vai ter um baralho controle, always face. Você pode trocar ideia comigo pelo twitter ou facebook.

  • Rafael Nascimento

    Eu me pergunto, quanto tempo vocês levaram para alcançar a Lenda? Jogo a 4 Anos e até agora só cheguei no Rank 14, tá difícil, mas não parei.

    • Mill Dread

      Nunca cheguei a Lenda também, meu máximo foi rank 7, e nem sempre chego nesse, minha média é entre rank 13 e 10. Se bem que eu jogo mais por diversão, não tenho neura de ficar tentando pegar lenda, e nem tenho tempo pra ficar tentando também.

      • jonathan

        Eu nao gosto do grind que o HS exige de você, mesmo os profissionais gastam muito tempo pra chegar lá, prefiro jogar com os decks que gosto mais do que os top tier,
        senão os jogos ficam repetitivos

    • Alan Soares

      O que vale é se divertir, não jogue visando rank , jogue pra se divertir, quando quiser aumentar o rank vejo os decks que estão O.P e faça um que vc sobe bem mais tranquilamente.

    • Vitori

      Eu tb jogava nesse estilo, até que peguei lenda com um deck de secret mage umas 2 seasons atrás. Como foi dito no artigo, a chave pra conseguir um rank maior é achar seu deck e investir nele durante todo o mês, mesmo que ele n esteja na lista do Tier S ou Tier 1. O importante é se sentir confortável com ele/com a classe.

    • Daniel

      Então cara, nunca peguei lenda. Jogo desde o grande torneio e desde então sempre viso o rank 5, porque entendo que tem o melhor custo/ benefício de tempo. Não faço muitas das coisas que o pessoal recomenda, de ficar jogando com um deck só e tal. Eu jogo wild e standard a season toda, no final dela o modo que eu estiver com o melhor rank eu jogo pra tentar pegar o rank 5. Se não conseguir, não importa, são só 300 dust.

      Agora, quanto a você: cara, acho que você consegue rank melhor, jogando há tanto tempo. Te recomendo dar uma olhada nos canais do youtube do Kolento, Savjz e Thijs (se tu sacar de inglês).
      Se der explica melhor onde está teu bloqueio, tuas dificuldades.

      Abraço

    • Daniel

      Rafael, acho que você consegue melhor que isso se realmente tentar, cara. Jogando há 4 anos e apenas rank 14 me surpreende um pouco. Se puder fale das barreiras que você está enfrentando.

      • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

        Fera, teve uma mensagem sua perguntando se foi censurada, que caiu no filtro de spam do Disqus. Não sei a qual mensagem você se referia ou se você acha mesmo que foi censurado. De vez em quando, o filtro do Disqus marca alguns comentários como “Pendentes de Aprovação”. Eu realmente não sei como o filtro funciona, ele deve olhar pelo tamanho da mensagem e procurar opiniões parecidas e marcar algumas como spam. Desculpe-nos por isso.

        Saiba que aqui na MKTV, nós deixamos esse espaço aberto a todos e só excluímos comentários que vemos que foram duplicados ou com reais mensagens de ódio. Se alguém discorda ou até xinga a gente, nós deixamos o comentário.

        • Daniel

          Tranquilo, amigo. Até apaguei a mensagem do censurado porque não tinha entendido o que aconteceu. Depois vi que foi marcada como spam. Basicamente estava elogiando o post e contando algumas das minhas experiências quanto ao assunto.

          Obrigado pela atenção.

      • Rafael Nascimento

        Desculpe se não deixei claro, nesse meio tempo eu ficava uns 2 ou 3 meses sem jogar, mas ainda levo dicas comigo, como o artigo diz, a mentalidade é foda, a ansiedade ainda me corrompe.

        • Daniel

          Então, taí uma parada que me pegava também, e ainda me pega bastante: a ansiedade. Jogava há bastante tempo e meu rank máximo tinha sido o 11. Ficava com “medo” da rankeada, achava que eu não ia conseguir e já entrava nas partidas disposto a ficar chateado. Até que tirei férias do trabalho, peguei um deck que eu era bom (zoolock na época) e botei na minha cabeça que aquela temporada eu ia pegar rank 5. E peguei.

          Desde então pego o rank 5 regularmente, não me importo com lenda porque acho q não vale o custo benefício. Minha dica pra você é: se der, observa um pouco o Kolento, o Savjz, o Thijs ou qualquer pro no youtube.

          Tenta pegar pelo menos rank 10, as recompensas já valem bem a pena, tenho certeza que você consegue!

          Abraços

          • Rafael Nascimento

            Sim, já acompanho eles, principalmente o Savjz que tem uns dos RNG mais fodas. kkkk

  • oani00

    Agora como mudar tudo isso? Como treinar alguém? Podemos conversar mais daria outro texto XD

  • Mill Dread

    A expansão KFT trouxe muitas cartas fortes e acessíveis a todos, a Égua Esquelética é um exemplo disso, ela te dá uma vantagem absurda, qualquer lacaio por pior que seja vira um monstrinho com ela. Isso dá um bom incentivo pra jogadores F2P ou que possuem poucas lendárias a subirem.

  • Marcos Rocha

    Mais uma dica: silencie o seu adversário.

    Ajuda muito a jogar de cabeça fresca.

    • Ângelo Fonseca

      sempre jogo assim e ajuda muito rsrs

  • Deadpool

    Esse artigo parece até q foi feito pra mim, há duas semanas q estou tentando lenda mas fico indo e voltando do rank 4 pro 2, tenho todos os problemas ditos no artigo, mt bom o texto, vou por algumas coisas ditas aí em prática e quem sabe eu ainda pegue lenda nesse finalzinho do mês

    • Luiz Miguel

      Go!

  • Pedro Henrique De Souza

    “Recomendo analisar as matchs, buscar informações sobre o meta (Você pode encontrar aqui o De Olho no Meta semanalmente)”. Não tá sendo bem assim, as listas sempre estão bem atrasadas, por mais que existam outros sites com essas listas e explicacões a de vocês é uma outra visão a ser considerada.

    • Luiz Miguel

      Entendo, mas o que alguns esquecem que é um trabalho voluntário e as vezes o pessoal tem outros afazeres. No caso foi que na primeira semana o meta é praticamente irrelevante pois os decks ainda estão sendo montados mas agora na segunda já temos uma boa base. Apesar do Eltinho estar de mudança ele conseguiu trazer algo essa semana. Hoje tem de olho no meta!

      • jonathan

        Sim, o marduk tem bons artigos, mas tem outros sites mais focados no meta, nos decks, nas matchups, como o Tempo Storm, vale a pena conferir ambos

  • http://www.blablaismo.com.br/ Mitch

    Belo post. Uma boa mescla de objetivo e diversão.

  • Everton Melo

    O cara pegou lenda em 17 horas e jogando a 1 ano cheguei no máximo rank 5 kkkk
    O problema é que quando chego no rank 5 tá um desanimo avançar mais, sei lá, acho que é muito esforço para pouca recompensa (apesar de eu ser louco para ter o cardback lendário!).

    • Dario Coutinho

      Não se compare com quem vive disso. O cara joga 17 horas de uma vez e você ainda acha normal? kkk

    • Hugo Faccion

      Eu jogo a bastante tempo, nunca peguei lenda, sempre paro no 1 ou 2, tilto muito fácil na ladder. Porém quando jogo campeonatos, tenho um aproveitamento melhor. Acredito que o numero de jogos a ser ganho pra pegar lenda, influencia no numero de players que conseguem pegar. Mas é bem isso mesmo, o post resumi bem o que é a ladder!

  • Dario Coutinho

    Sempre fazem essa comparação de pro player/streamer vs o jogador free to play. É engraçado se não fosse tragicômico.

    Acho uma pena que ainda insistem nesse argumento, por que não dá pra comparar quem vive disso com quem joga apenas casualmente. É como comparar quem dirige todo dia com um piloto de Stock Car. Adivinha quem dirige melhor?

    Outro problema do “exemplo” de como é “fácil” (em 17 fucking horas direto!???!!!) pegar lenda, está o fato do streamer jogar “in one roll”. Até parece que o matchmaking não é “reindexado” todo dia né?

    Mas não achem que eu sou só críticas ao artigo e ao jogo. Gostei da parte do Pay to Fast. Parabéns por trazer isso atona em um site “renomado” como este.

    Minha dica é apenas esta: “se diverta”! Pessoal se estressa muito querendo pegar logo lenda. A ladder do jogo é tóxica mesmo e está cheia de câncer e dificilmente isso mudará. Lembre-se que o objetivo da Blizz não é ser justa, mas fazer a experiência do usuário “mais ou menos” divertida, para que ele sinta a necessidade de comprar packs e etc (qual empresa de games não visa o lucro?)

    Para mim, o melhor modo do jogo é a Arena. Divertida e ainda rende mais recompensas do que passar 30 dias tentando pegar lenda. Ficando bom na Arena, você literalmente esquece o modo ranqueado.

    • http://www.youtube.com/SuperUai SuperUai

      Não entendi a sua “revolta” com a comparação com Streamer. Sim, tem que comparar sim. Se você não conseguiu chegar a lenda, é porque ou não tentou o suficiente ou não é bom o suficiente, o problema não é o dinheiro, é você. “Ah, mas o cara vive disso”, sim, por isso ele é bom no jogo e consegue chegar a Lenda não gastando dinheiro, mas quanto tempo levou para ele ser bom nesse tanto?

      Quanto às horas diretos, bem, ele teve disponibilidade para tal, mas não quer dizer que você precise ficar 17 horas direto, ele fez porque ele quis. Trump levou um mês para chegar a Lenda F2P de Xamã no meta de Montanha de Rocha Negra (se não me engano).

      Sua dica é ótima e é o que eu sempre falo para quem me procura perguntando qual lendária craftar, minha resposta sempre é: O que mais te divertir. Só o finalzinho da sua justificativa que eu discordo. O Time 5 quer que você jogue, ponto, não quer que você saia comprando pacotes, quer que você jogue. O jogador comprar pacote é uma feliz recompensa para eles por terem feito um jogo que uma pessoa achou bacana, pode parecer utópico, mas é assim que o jogo é levado, se eles quisessem que você comprasse pacotes, você saberia com muito mais força.

  • Osvaldo Neto

    mnt bom sofor mnt disso tenho 3 dos 4 decks metas atuais e nao saio do 10 nem com reza brava

  • Daniel

    Parabéns pelo artigo. É o que eu procuro quando entro aqui no site. Mesmo o hearthstone sendo um jogo bem light, me pego várias vezes muito irritado pelo elemento sorte que o envolve. E o que você descreveu é exatamente o que acontece comigo: fico irritado e quero jogar outra partida para esquecer a última que perdi. Então perco a segunda partida, e fico frustrado. Vou para a terceira ainda mais frustrado. E assim segue até eu estar com tanta raiva que nem consigo mais pensar em nada, prejudicando totalmente minha habilidade de jogar.

    Nessa hora é difícil, mas é preciso parar e tentar outra coisa mesmo. Esquecer um pouco o jogo e tentar outra hora com outra cabeça.

    Quanto às limitações, concordo que é possível pegar ranks altos com pouco tempo de jogo, mas é exponencialmente mais difícil. Minha dica para os jogadores novos é: vai fazendo as missões, ganhe ouro e vá comprando pacotes. Dê uma olhada em como os pros jogam e roube o máximo de técnica deles (não há nada de errado nisso).

    Enfim, abraços.

    Parabéns novamente.

  • Daniel

    Fui censurado?

  • Marcus Vinicius

    maaaano eu só tenho a agradecer esse site/squipe maravilhosa da marduktv, peguei meu primeiro legend nas ultimas horas da season, se nao fosse pelos toques q ajudam a manipular os decks e se nao fosse essa materia incrivel, eu nunca iria saber q eu msm me afundava mais q meus aponentes =D principalmente parabens pro @luizhajmiguel:disqus q escreveu essa lindeza de artigo :3

    PS: sei q nao é muita coisa, mas é q o primeiro legend é de deixar euforico de alegria, intomm to dividindo um pouco dela :3 e tbm esse legend como saiu dps da meia noite ja contou como primeiro presente de aniversario :3

  • Francesco Pugliesi

    Bom artigo. Acredito que o pior inimigo a ser combatido é a ansiedade e o rage. Quando sua mão vem totalmente cagada, ou o cara tira o top deck que vira o jogo pro lado de lá, vem o rage e toda uma reação mental negativa e pessimista. Você para de pensar logicamente, baixa o “teto preto”, faz merda e perde. Na próxima partida você já entra no mood negativo e ai para perder 3, 4, 5 seguidas e cair pro piso do rank é fácil.

    Acho que o que separa os players lendas consistentes do que ficam batendo na trave (rodando ali entre o rank 5 e lenda) seja essa capacidade de manter a calma e a clareza raciocínio constantemente. Isso permite que suas jogadas sejam ótimas por mais vezes, levando a mais vitórias. E claro, você precisa dedicar bastante tempo para enfrentar a maratona e pegar lenda, não tem muito o que fazer a respeito.

  • Varrows

    não serve só pra jogo não viu meus amigos ? serve pra vida