HEARTHSTONEGuia do Deck: Caçador de Feitiços

RODRIGO GOMES 10 de novembro de 2018

Yo, aqui é o Bjern. Hoje trago a vocês o guia do deck que me garantiu minha primeira lenda, que mais me deu diversão nesse joguinho desde que eu comecei a jogar, lá no beta. Fique sabendo, porém, que este deck perdeu muito de sua força depois do Projeto Cabum, pois agora existem aggros mais poderosos e este deck carece de ferramentas defensivas poderosas para lidar com os muitos lacaios jogados por Bruxos e Ladinos.

Tudo depende de treino, do quando você entende o deck, do quanto você quer aprender a jogar com ele e do quão rápido você pretende subir de rank. Se quiser subir rápido, infelizmente seu lugar não é com este querido Spell Hunter.

Vamos nessa então, qual é a desse deck? Como o nome já diz, o Spell Hunter – ou Caçador de Feitiços, como preferir – se baseia em feitiços e apenas feitiços. Há apenas 4 cartas em todo o deck que não são: 2 Arco Hastáguia, Rexxar, o Sicário e a grandíssima [Rhok’Delar], que é a minha carta favorita. Entretanto, isso não significa que você não terá pressão de lacaios em campo. Eles ficam por conta da Monstro Errante, Companheiro Animal, Esmeralda Mágica Inferior devidamente aprimorada e Ao Meu Lado!.

Como este deck é muito complexo, vou tratar dele em blocos.

 

Estratégia Geral

Você que acabar o jogo o mais rápido possível. Usar os segredos para aprimorar a sua Esmeralda Mágica Inferior, jogá-la no turno 5 – ou 4, caso tenha a moeda – e logo em seguida um Ao Meu Lado! e terminar. Claro, este é o cenário perfeito que raramente vai acontecer, mas este precisa ser o seu objetivo.

O seu prato principal são os decks Midrange, hoje o mais famoso é o Xamã Par e o Caçador de Último Suspiro. Contra esses, você brilha, mas não deixa subir a sua cabeça, pois ainda são oponentes consistentes.

O uso de segredos não se restringe ao aprimoramento da Esmeralda Mágica Inferior. Eu, aliás, já perdi muitos jogos por ganância ao guardar os segredos por tempo demais esperando o saque da Esmeralda, ao ponto em que eles se tornaram inúteis, o campo do inimigo não era parado por eles. Lembre-se: quando você perde, as cartas que você guardou não servem de nada. Portanto, não tenha medo de usar seus segredos para controlar o campo, especialmente contra Bruxos.

A sua Esmeralda Mágica Inferior pode ser usada contra você caso o seu oponente rode um Técnico de Controle Mental. Se você suspeita que seja o caso, jogue a sua Esmeralda aprimorada apenas uma vez, invocando somente 3 3/3. Não é o ideal, mas pelo menos você deixa de dar uma 3/3 pro adversário.

Sobre Rexxar, o Sicário, você quer sempre tê-lo na mão o mais rápido possível, mas nem sempre para usá-lo de cara no turno 6, mas sim para ter uma opção de remoção quando necessário. Se você está conseguindo vencer do seu oponente, abaixando a vida dele rápido, de forma que lá pelo turno 6 ele esteja com cerca de 15 de vida, não vale apena usar o card heroico, mas sim continuar virando a sua passiva e causando 2 de dano por turno. Por essa carta ser tão forte, muita gente já quer jogar direto, mas nem sempre é bem assim. Às vezes você joga uma vitória pela janela por perder o seu potencial de dano.

A Rhok'delar, apesar de ser uma carta feita para o deck, não é o centro das atenções pelo simples fato dela só ser capaz de entrar tarde no jogo, além de depender de RNG. Em outras palavras, não da pra sempre contar com ela. De fato, ela é um gás fabuloso quando sua mão está com 4 cartas ou menos, pois não só ela é uma arma com 4 de ataque, mas também pode te garantir o letal de vez em quando. Porém, caso você use o Rastreamento e tenha que escolher entre, por exemplo, Rhok'delar, Esmeralda Mágica Inferior e Comando para Matar, não escolha a arma logo de cara. Pense bem na situação do jogo, pense no que o oponente pode fazer ainda. Ele pode se curar? Você tem algum combo de dano na mão? Dependendo das respostas, a última opção pode ser a mais sábia.

Eu particularmente só gosto de usar a Rhok'delar quando estou com 8 ou mais de mana, assim já posso usar um feitiço que ela me der, evitando assim a queima de cartas, já que neste deck não tem nenhuma carta inútil, todas tem muita sinergia e são extremamente importantes pro pleno funcionamento da lista.

 

Contra Aggros

Aqui as coisas ficam um pouco tristes pro Caçador de Feitiços, já que a seu sucesso depende bastante da sua mão inicial. Em suma, você quer sobreviver, achar Rexxar, o Sicário e levar o jogo mais pro late game, abusando do poder dos zumbichos da sua nova passiva. É contra esses caras que você precisa usar seus segredos pra se defender antes de pensar em aprimorar a Esmeralda Mágica Inferior. Monstro Errante e Armadilha Explosiva são especialmente fortes contra Paladino Impar e Bruxo Zoo, a não ser que este último jogue um Príncipe Keleseth no turno 2, mas aí a culpa é sua por ser tão azarado.

Umas vez que você exerça o domínio do campo com ajuda do Ataque Flanqueante e de seus Companheiro Animal, o jogo fica relativamente tranquilo. Fique atento, porém, com o Paladino Impar e o Druida Token, pois eles têm uma capacidade muito grande de encher o campo várias e várias vezes durante a partida. Nessas matchups, assim como contra Bruxo Zoo, você quer usar o seu Rexxar, o Sicário para limpar a mesa, e não gerar zumbichos logo no turno 6, a menos que você corra risco de perder.

Uma carta que foi nerfada até a alma, mas que ajuda muito contra Aggros é a Soltem os Cães. Essa belezinha faz todo Paladino chorar, o que é sempre prazeroso. Também funciona muito bem contra o Ladino, já que te da mais poder pra troca. Fique atento pois, com a ajuda do Comando para Matar, quando você tiver 6 de mana e adversário tiver uns 3 lacaios em campo, você consegue combar e causar 8 de dano, já que os dogs que você invocar têm investida. Um buffzinho do Leokk é a cereja do bolo. Rapaz, esse deck tem muito, mas muito potencial de dano mesmo.

 

Contra Controles

São matchups mais tranquilas, e com isso eu quero dizer que você não vai perder automaticamente, mas mesmo assim não será fácil. Por via de regra, você quer o Rexxar, o Sicário o mais cedo possível, mas diferentemente dos aggros, aqui você quer jogá-lo no turno 6 sim, independente se há remoções a serem feitas ou não. É legal até guardar a moeda pra jogar no turno 5. Isso se deve ao fato de que os controles de hoje não têm dificuldade de lidar com os lacaios que você invoca da Esmeralda Mágica Inferior, mas eles eventualmente ficam sem gás contra os seus zumbichos.

A regra do Técnico de Controle Mental mencionada nos aggros vale em dobro aqui, já que é quase certo que os controles rodam a carta, especialmente o Xamã Shudderwock, quase todos os Guerreiros e os Druidas também.

Eu crio uma ressalva num controle diferente aqui, o Bruxo Par. Apesar de ser um deck controle, o potencial de dano que esse deck tem com o Gigante da Montanha é assustador, então pode ser inteligente manter na mão inicial uma Marca do Caçador e um Disparo de Vela. Ah, e nem pense em ficar segurando a Marca do Caçador ou o Rastreamento na mão, pois no turno 6 ele joga o Geist Esquivo e pronto, você perdeu as cartas.

Nas matchups contra o Guerreiro Ímpar você provavelmente vai chegar na fadiga, portanto, eu recomento evitar o uso do Rastreamento, a não ser que sua vida dependa disso, pois é muito importante não ficar muito atrás na hora de começar a tomar dano. Abuse dos zumbichos.

Infelizmente a pior matchup pra um Caçador de Feitiços é um deck controle: Mago. A quantidade de remoções que esse deck tem é um absurdo, sem contar as potenciais ameaças, mas eu digo por experiência própria que da pra ganhar. Uma das estratégias que eu uso contra a Jaina e seus amigos é a de usar zumbichos com furtividade, assim eles não podem ser alvos dos feitiços dela e dificilmente o Golpe Flamejante e derivados darão conta, já que zumbichos tem muita vida. Então construa-os e os deixe no campo, só esperando pelo golpe final.

 

Conclusão

Deck poderoso, consistente, mas me sinto compelido e reforçar que é um deck muito difícil de ser usado, portanto você vai precisar de treino. É muito importante conhecer as matchups, conhecer os principais decks do meta pra saber o que esperar do oponente. Como eu sempre digo em meus artigos, a chave pra ganhar no Hearthstone é sempre pensar 1 ou mais turnos a frente. Pense bastante a cada jogada, já que este é um deck que te proporciona muitas opções.

De brinde, minha lista pra vocês: AAECAR8C6dIChtMCDo0BqAK1A4cEyQSXCNsJ/gzd0gLf0gLj0gLh4wLq4wKH+wIA

É só copiar esse código no HS que o deck estará prontinho pra você.

Bjern out.